QUANTA TERRA MANTEM APOSTA NO GRANDE RESERVA BRANCO

707 views

Vinho marca a continuidade da excelência do planalto de Alijó. Surpreende pela estrutura, frescura e elegância

 

É das castas Gouveio e Viosinho, tradicionais do planalto de Alijó, que sai o novo Quanta Terra Grande Reserva Branco 2022, um dos vinhos “referência” da marca. “Trata-se de um vinho estruturado, com um equilíbrio perfeito entre a acidez e o PH natural das castas que o compõem, e uma frescura e elegância incomparáveis”, adianta Celso Pereira, enólogo da Quanta Terra. A estas peculiaridades, junta-se, ainda, uma “capacidade de guarda extraordinária”, que desperta a curiosidade de quem procura uma experiência vínica diferenciadora. Em cada garrafa do Grande Reserva Branco 2022 sente-se a identidade do planalto de Alijó, representando, assim, todo um território de excelência na produção do vinho. “É um vinho que é uma das nossas grandes referências. Lançamos a primeira colheita há uns 12 anos e temos, ano após ano, continuado a ser surpreendidos com a estrutura e a frescura que nos proporciona. A colheita de 2021 assim que chegou ao mercado rapidamente esgotou… “, avança Jorge Alves.

A previsão para o sucesso do Quanta Terra Grande Reserva Branco 2022, que chega ao mercado com a promessa de agradar ao paladar dos enófilos mais informados, vai ao encontro do que se registou na colheita de 2021, uma vez que representa uma continuidade do trabalho de “estudo, análise e acompanhamento do desempenho de castas típicas da região de Alijó”, que tem sido desenvolvido sob chancela da Quanta Terra.

Produzido a partir das castas Gouveio e Viosinho, localizadas em solos graníticos, este vinho resultou de um processo de vindima artesanal e um estágio, em barricas de 500 litros de carvalho francês, durante cerca de um ano. “Estes solos têm uma altitude de 610 metros e precipitação na ordem dos 640 mm, com amplitudes térmicas extremas, que alteram muito as características da uva madura, mas muito pouco a velocidade real da maturação e, consequentemente, a verdadeira altura da maturação fisiológica”, explica a dupla.

Tendo em conta as características das castas, é um vinho que pode ser bebido imediatamente, ao sabor dos dias e noites longas que se aproximam, ou apenas numa altura especial, mantendo os aromas intactos enquanto aguarda na garrafeira. O ideal é que seja consumido fresco, a uma temperatura entre 12ºC a 14ºC, acompanhando bem pratos de carnes brancas e de peixe, sushi e sahimi.

O Quanta Terra Grande Reserva Branco 2022 tem uma produção de cerca de 10 mil garrafas, a esmagadora maioria (9 mil) de 0,75 litros e chega ao mercado a um PVP de 27,49 euros. Nesta edição, a adega situada em Favaios, apostou, também, na produção de garrafas de 1,5 litros, com um custo de 62,49.

 

Fonte:s3ms.pt

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar