Maynard’s Colheita 1974, viajar no tempo à boleia do Vinho Porto

354 views

O lançamento não foi intencional, mas há coincidências que merecem ser celebradas. Meio século depois da vindima, o Maynard’s Porto Colheita 1974 “pediu” para ser redescoberto, revelando todo o seu potencial e personalidade. Isto num ano com uma especial carga emocional e histórica para Portugal, com as comemorações da cinquentenária Revolução de Abril.

Falando em história, a da Maynard’s, marca que integra a exclusiva coleção da Van Zeller Wine Collection, S.A., começa a ser contada em 1652, ano em que, de acordo com os “Livros da Inquisição”, Walter Maynard foi registado como um dos principais comerciantes a expedir Vinho do Porto para Inglaterra. O legado que deixou foi continuado e preservado, mantendo-se vivo vários séculos depois através de uma completa gama de Vinhos do Porto de topo que combinam o passado e o presente, quer na forma quer no conteúdo.

O mais “recente” exemplar da marca tem 50 anos. O Maynard’s Porto Colheita 1974 conta a história de um Douro muito diferente do que conhecemos hoje. A transformação socioeconómica provocada pelo 25 de Abril instalou, na região, um clima de incerteza em relação ao futuro, mas enquanto o setor se reestruturava, a natureza mantinha-se tranquila, à margem de toda a revolução.

Tal como o ano que lhe dá vida, este vinho tem um sabor especial a resiliência, por todos aqueles e aquelas que se dedicaram ao Douro, e a resistência, pelo tempo que nos obrigou a esperar até querer ser verdadeiramente descoberto.  Por isso, estamos perante “uma verdadeira relíquia temporal, um vinho que se apresenta brilhante, com uma cor âmbar muito concentrada e laivos de verde no bordo. No nariz, sugere aromas a frutos secos, baunilha e um toque de charuto e, no palato, notas de casca de laranja cristalizada, mel, tabaco picante e uma frescura harmoniosamente conjugada”, descreve Álvaro van Zeller, enólogo da Van Zeller Wine Collection, S.A.

Para este vinho especial, uma garrafa que pretende ter mais do que uma função utilitária, mas antes afirmar-se como uma cápsula do tempo. Com um design moderno e perfeito para colecionar, é ainda envolvida numa caixa de madeira muito elegante, a fazer lembrar o longo repouso deste vinho ao longo dos últimos 50 anos. O Maynard’s Porto Colheita 1974 já pode ser encontrado nas principais garrafeiras do país e tem um PVP aproximado de 200€.  Para mais informações, consultar: https://maynardsport.com/pt

 

Sobre a Van Zeller Wine Collection, S.A.

A Van Zeller Wine Collection, S.A. (antiga Barão de Vilar, S.A.) é uma empresa jovem, mas com uma histórica secular ligada à linhada da reconhecida família van Zeller, que conta com 14 gerações ininterruptas dedicadas ao comércio e produção de vinhos. Fundada em 1996 por Fernando Luiz van Zeller – e depois passada aos seus filhos Fernando e Álvaro van Zeller – após a venda da Quinta do Noval, então na posse da família, à seguradora francesa AXA, o nome original da empresa recupera um título de família concedido pela Rainha D. Maria II – Barão de Vilar. Inicialmente apenas dedicada à produção e comercialização de Vinho do Porto, em 2008, e coincidindo com a entrada de um novo sócio, Rui Correia de Carvalho, traça um novo plano estratégico e alarga a sua atividade à produção de vinhos Douro DOC. Atualmente a empresa tem atividade em três propriedades no Douro Superior: Quinta do Saião, em Vila Nova de Foz Côa, Quinta de Zom, em Freixo de Espada à Cinta e Quinta do Tombo, no Vale da Vilariça. No total, a empresa detém 24 hectares para produção própria de vinhos, contando ainda com cerca de 240 hectares de vinha de fornecedores fidelizados. A empresa conta ainda com duas adegas, em Santa Comba da Vilariça, Vila Flor, e no Peso da Régua, e centro de engarrafamento e logística, em Vila Nova de Gaia.

A Van Zeller Wine Collection, S.A. é, apesar da sua história recente, um dos principais grupos ligados ao Vinho do Porto e, mais recentemente, aos vinhos DOC Douro.  Da prestigiada coleção da família van Zeller e, agora, da empresa, fazem parte marcas icónicas como Barão de Vilar, Palmer, Feuerheerd’s, ZOM, Kaputt, Maynard’s e Vilarissa.  Para mais informações, consultar: https://vanzeller.com/pt

 

Fonte:silver-lining.pt

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar