Quinta da Côrte apresenta “TNX DOC DOURO 2021”, um vinho que marca o início de uma coleção de edições especiais, em ano de 10º aniversário

1160 views

Em homenagem à casta Touriga Nacional, em solo de xisto, tão característicos da região, o produtor do Douro apresenta, pelas mãos da enóloga Marta Casanova, a primeira referência de “vinhos de parcela” de excelência que a Quinta da Côrte irá lançar como resultado de anos únicos.

Quinta da Côrte, no ano de comemoração do 10º aniversário da produção vínica na propriedade de Philippe Austruy, em Valença do Douro, apresenta o “TNX DOC Douro 2021”, o primeiro vinho da que virá a ser uma coleção de edições especiais da Quinta da Côrte, constituída por referências monocastas de excelência, a produzir em anos únicos, com recurso a uvas das melhores parcelas da quinta, criteriosamente selecionadas por Marta Casanova, enóloga e diretora-geral do projeto. Batizado com o nome “TNX” (Touriga Nacional em Xisto), este monovarietal vem não só homenagear a casta utilizada na sua criação, a Touriga Nacional, considerada a “rainha das castas”, plantada em solo de xisto, terroir único da Quinta da Côrte, como também assinalar uma década de história do produtor do Douro, uma região especial classificada pela UNESCO como Património Mundial.

Esta nova referência premium foi criada na sequência de uma prova de lotes durante a qual Marta Casanova e o consultor francês Stéphane Derenencourt, responsáveis pela enologia dos vinhos DOC Douro, notaram que havia um vinho totalmente diferente, e que se destacava dos demais. Um vinho 100% Touriga Nacional, uma das castas portuguesas mais nobres, em solo de xisto, oriundo de uma parcela específica da Quinta da Côrte, a 504, que se encontra virada a norte, e que foi plantada nos anos 70. Após a surpreendente prova de barrica, Stéphane Derenencourt, consultor na Derenoncourt Consultants, criou o mote para que o vinho desta colheita e casta se tornasse numa referência especial, e de coleção, numa homenagem ao território que o viu nascer. O “TNX DOC Douro 2021” traduz todo o trabalho feito pela equipa do produtor, e também toda a filosofia e essência deste terroir tão específico – e único – da Quinta da Côrte.

“Este é para nós, para toda a equipa da Quinta da Côrte, um momento muito especial. No ano em que comemoramos 10 anos deste projeto que me orgulho de dirigir, já vários foram os vinhos de grande qualidade apresentados ao mercado, bem como o nosso primeiro azeite biológico, mas este vinho, o “TNX DOC Douro 2021”, criado em conjunto com a consultoria de Stéphane Derenencourt, é um produto e um projeto muito especial, que vem inaugurar uma coleção de monocastas muito exclusivos que pretendemos lançar apenas em anos únicos, como foi o caso de 2021, ano de vindima deste Touriga Nacional que agora apresentamos, e que marca da melhor forma este ano de celebrações, bem como representa o nosso tributo a esta casta, em solos de xisto, tão típica da nossa região, e particularmente, do terroir da nossa Quinta.”, afirma Marta Casanova, enóloga e diretora geral da Quinta da Côrte. “Este momento tornou-se mais especial ainda com o facto de termos contado com a presença de Philippe Austruy, proprietário e preconizador desta magnífica aventura que tem sido produzir vinhos aqui na Quinta da Côrte, na apresentação em que foi possível reunir toda a família Quinta da Côrte, num dia inesquecível, em que muitos marcaram presença, e testemunharam a essência deste projeto, a essência da Quinta da Côrte.”, acrescenta.

A escolha desta colheita para produzir o “TNX” prende-se com o facto de 2021 ter sido, de um modo geral, um ano atípico e surpreendente. Se por um lado se contavam com registos de anos anteriores, muito quentes e secos, caracterizados pelo crescente impacto das alterações climáticas, este ano acabou por ser um dos mais frescos durante o ciclo de crescimento da videira e durante a vindima. As ondas de calor que se têm tornado hábito no Douro não se verificaram e acabou por ser um verão fresco e suave. Assim, não houve necessidade de apressar o corte das uvas por sinais de desidratação ou stress hídrico, mas sim, de abrandar, o que permitiu que as plantas tirassem o máximo proveito da água disponível no solo.

Após a vindima, que se iniciou a 14 de setembro de 2021, seguiu-se a seleção manual. Toda a viticultura é de precisão, feita à mão, cirurgicamente, parcela a parcela, bago a bago, pautando sempre pela máxima qualidade. A maioria dos pés de vinha e parcelas da Quinta da Côrte são repertoriados através de uma aplicação, que permite acompanhar todo o ciclo com parâmetros muito específicos, nomeadamente a casta, a exposição, o clima, a densidade, as temperaturas, entre outros. Na adega, a filosofia é sempre a de mínima intervenção, e por gravidade, conforme foi arquitetada por Pierre Yovanovitch e Marta Casanova. Este monocasta estagiou 24 meses em barricas de carvalho francês de 500l até ao seu engarrafamento, em meados de setembro de 2023.

Pronto para prova, o “TNX” revela no nariz uma variedade de aromas, desde a fruta preta e o envolvente chocolate, às notas de especiarias e toques florais. Na boca apresenta um grande equilíbrio entre estrutura e complexidade, com uma acidez habilmente integrada, que realça a sua riqueza frutada e profundidade de boca. Este é um vinho que se destaca pela sua elegância, representando a expressão pura da Touriga Nacional em solos de xisto. A sugestão de harmonização recai sobre pratos quentes e de conforto, como um lombelo de porco com puré de abóbora, rosbife com batatinhas assadas.

Para assinalar o seu 10º aniversário como produtora de vinho com o próprio nome, a Quinta da Côrte tem vindo a desenvolver diversas iniciativas ao longo de todo o ano, sob o mote dos quatro elementos da natureza – água, ar, terra e fogo – todos eles ligados de alguma forma ao mundo dos vinhos, e ao universo da Quinta da Côrte.  O lançamento do “TNX DOC Douro 2021” celebra o elemento TERRA, por enaltecer este terroir tão específico, com 26 hectares de vinhas, dos quais mais de metade são compostos por vinhas velhas, o que permitiu a excelência deste Touriga Nacional.

A par das iniciativas que pretendem comemorar os 10 anos de produção vínica nesta antiga quinta do Douro, que remonta a meados do século XVIII, a Quinta da Côrte tem os olhos bem postos no futuro, e uma visão clara do potencial que o terroir tem para que ainda haja muita história para escrever, muita tinta para correr e muito tinto (e não só…!) para provar, fruto deste Douro que ainda muito tem para contar.

De edição limitada, com apenas 658 garrafas, numeradas, em formato magnum (1,5l) – o que proporciona uma melhor evolução em garrafa -, o “TNX DOC Douro 2021” está à venda (PVPR 450,00€) em algumas garrafeiras e lojas da especialidade, em Portugal e no estrangeiro.

Mais informações:

Morada: Quinta da Côrte, 5120-491 Valença do Douro

Contactoenoturismo.reservas@quintadacorte.com

Online:

https://quintadacorte.com

https://www.facebook.com/quintadacorte/

https://www.instagram.com/quintadacorte/?hl=pt

 

Fonte: Chefsagency

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar