Feira do Livro de Lisboa recebe o maior número de visitantes de sempre

255 views

A 93.ª edição Feira do Livro de Lisboa encerrou no dia 13 de junho, somando 20 dias de muita leitura e entretenimento. Com um total de 894 mil visitantes, o evento testemunhou um aumento no número total de visitantes, reafirmando a sua posição como um dos principais eventos culturais do país.

Segundo o estudo da IPSOS realizado durante o evento, 16% dos inquiridos (143 mil) foi à Feira do Livro de Lisboa pela primeira vez e a presença dos jovens continua a destacar-se, com mais de metade dos visitantes (59%) a situar-se abaixo dos 34 anos. A faixa etária mais comum encontra-se entre os 18 e 24 anos, correspondendo a 1/3 dos visitantes (33%).

Marcada pelo regresso às datas habituais, este ano, a 93.ª edição contou com mais dois dias de feira e dois feriados em dias de semana, o que contribuiu para o sucesso e aumento de afluência ao evento. Os sábados continuam a ser os dias com o maior fluxo de visitantes – 3 de junho, foi o dia mais visitado de sempre, com 82 mil pessoas a passarem pelo recinto – ainda que os dias de Hora H, durante a semana, continuem a receber muita gente no Parque Eduardo VII.

Pedro Sobral, presidente da Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL), mostra-se muito orgulhoso do resultado desta edição: “Foi mais uma edição que superou as expectativas. Não só porque foi necessário fazer alguns ajustes à duração, mas também porque aqui e acolá o clima não ajudou o que levou a alguma cautela nas primeiras projeções quantitativas e qualitativas que fomos fazendo. A afluência e o entusiasmo que fomos vendo ao longo da Feira, quer dos visitantes, quer dos editores e livreiros, superaram novamente o ano passado que considerámos irrepetível. No entanto, esta 93.ª edição acabou por ser a maior e melhor Feira do Livro de sempre, fixando este período de maio/junho como o ideal para continuar a vingar a principal missão dos associados da APEL que é a promoção dos índices de leitura e literacia em Portugal. Estamos em crer que a Feira do Livro de Lisboa é um dos principais instrumentos para a atração e formação de novos leitores de todas as gerações e que se tornou o principal evento cultural do País”.

Ao longo de 20 dias, entre concertos, sessões de autógrafos, workshops, debates, lançamentos de livros e muito mais, a Feira recebeu 2700 eventos, pensados para todas as faixas etárias e destinados a aproximar o público dos livros e da literatura.

Além de todos os livros que foram levados para casa, também milhares de títulos fizeram o percurso inverso e foram deixados na Feira, no âmbito da campanha “Doe os seus Livros” – uma parceria da Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL) com o Banco de Bens Doados (BBD). Nesta edição foram doados 49.300 livros, que foram devidamente encaminhados para várias instituições de solidariedade com crianças, dando continuidade à promoção da leitura entre os mais jovens. Desde 2015 já foram recebidos um total de 264.000 livros.

Melhorando o ânimo após a visita e aumentando a sua vontade de ler ao longo do ano, a Feira do Livro assume-se como um momento especial e marcante no calendário anual, sendo de destacar que é um evento recomendado por 91% das pessoas que o visita.

O certame regressa em 2024, nas datas habituais, para celebrar uma vez mais uma vez o compromisso contínuo da promoção da cultura e da leitura.

Fotografia: Feiradolivro.pt

Fonte: Lift

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar