Viagem ao Sol, de Ansgar Schaefer e Susana de Sousa Dias

321 views

Uma reflexão sobre crianças em situação de conflito e pós-conflito

Viagem ao Sol, documentário de Ansgar Schaefer e Susana de Sousa Dias, com distribuição No Comboio – estreia dia 28 de dezembro, nas salas portuguesas.

Com ante-estreia internacional, nos Países Baixos, no IDFA – International Documentary, passou por quase 20 festivais em vários países, como o Festival de Sevilla | Festival de Cine Europeo, onde recebeu o Prémio Melhor Filme da Competição Las Nuevas Olas NoFicción. A ante-estreia nacional aconteceu no IndieLisboa.

Viagem ao Sol é um documentário que parte de testemunhos de crianças austríacas que foram enviadas para Portugal, após a Segunda Guerra Mundial para recuperarem de terem sido expostas a situações traumatizantes e que afetaram a sua saúde. É desta forma, uma reflexão sobre crianças que são expostas a situações de conflito e pós-conflito, e a potência do olhar destes testemunhos que revelaram realidades muitas vezes ofuscadas pelas narrativas oficiais.

“Viagem ao Sol retrata as vivências de milhares de crianças austríacas que chegaram ao nosso país após a II Guerra Mundial. Mostra assim a realidade de um país onde o sol só brilhava para alguns. Simultaneamente, desvenda, nos seus aspetos particulares e mais íntimos, o que significa ser criança numa situação de pós conflito. Habitualmente, colocadas à margem da história e na margem das imagens históricas, o olhar das crianças é, no entanto, poderoso e revelador. O que viram estas crianças? Como viveram o período pós conflito? Que nos diz esta experiência acerca dos dias de hoje?”, referem Ansgar Schaefer e Susana de Sousa Dias.

 

Ficha Técnica:
Argumento: Ansgar Schaefer, Susana de Sousa Dias
Direcção de fotografia: Mário Espada, Nikolaus de Macedo Schäfer
Som: Dídio Pestana
Mistura de Som: André Neto
Montagem: Susana de Sousa Dias, Mário Espada, Nikolaus de Macedo Schäfer, Ansgar Schaefer
Correcção de Cor: Irma Lucia
Produção: Ansgar Schaefer
Produção Executiva: Elsa Sertório, Rui Ribeiro
Elenco: Alfred Dier, Anneliese Ziegler, Annemarie Wiesmeier, Erika Wieser, Gerhard Schiesser, Gerlinde Weingartner, Gertrud Fernandes, Hannelohre Mauracher, Heidi Haiderer, Heinzi Müller, Herta Nietruch, Hildegard Schultz, Hildergard Berghofer, Ilse Raab, Ingeborg Kremsner, Margarete Ammesberger, Marthe Sekanina, Dr. Renate Plachy, Silvia Brunner, Ursula Mertin, Waltraud Hofinger

Festivais

[2021] IDFA: International Documentary Filmfestival Amsterdam[Países Baixos]
[2022] International Film Festival of Uruguay [Uruguai]
[2022] Crossing Europe Film Festival Linz [Áustria]
[2022] IndieLisboa – International Film Festival (Prémio Árvore da Vida)[Portugal]
[2022] DOK.fest München [Alemanha]
[2022] MDOC – Festival Internacional de Documentário de Melgaço [Portugal]

[2022] Lima Alterna International Film Festival [Peru]
[2022] Archivio Aperto (Menção Especial do Júri Oficial) [Itália]
[2022] Festival de Sevilla | Festival de Cine Europeo (Prémio Melhor Filmeda Competição Las Nuevas Olas No Ficción) [Espanha]
[2022] European Film Forum SCANORAMA [Lituânia]
[2022] Caminhos do Cinema Português (Prémio de Imprensa) [Portugal]
[2022] Porto/Post/Doc: Film & Media Festival (Prémio CinemaFalado) [Portugal]
[2023] Tabakalera [Espanha]
[2023] SACO. Semana del Audiovisual Contemporáneo de Oviedo [Espanha]
[2023] UnArchive Found Footage Fest [Itália]
[2023] New Horizons Film Festival [Polónia]
[2023] ImagineIndia International Film Festival [Espanha]
[2023] Portuguese Cinema Days in Berlin [Alemanha]

Sobre Ansgar Schaefer

Ansgar Schaefer é co-fundador da Kintop e produtor. É doutorado em História Contemporânea de Portugal com uma tese na área da História Visual (foco: Guerras coloniais portuguesas). Produziu mais de uma dúzia de documentários de longa-metragem, entre outros Fordlandia Malaise (Berlinale 2019), Sobre tudo sobre nada (Locarno Film Festival 2018),Luz Obscura (premiere Cinéma du Réel, Paris 2017), 48 (Grand Prix Cinéma du Réel Paris, OPUS BONUM, Jilhava 2010, Prémio FIPRESCI Leipzig, 2010, bem como várias instalações multimédia. Co-realizou e produziu os documentários Viagem ao Sol (2021) e A Outra Guerra (2010). Tem várias publicações nacionais e internacionais sobre a emigração judaica para Portugal durante a Segunda Guerra Mundial. Recentemente, co-organizou a exposição “Trabalhadores Forçados Portugueses na Alemanha Nazi” (Centro Cultural de Belém).

Sobre Susana de Sousa Dias

Susana de Sousa Dias nasceu em Lisboa. Tem um Doutoramento em Belas-Artes (Audiovisuais), um mestrado em Estética e Filosofia de Arte, uma licenciatura em Pintura e um bacharelato em Cinema. Estudou música no Conservatório Nacional. Entre os seus trabalhos, contam-se “Natureza Morta – Visages d’une dictature” (2005, Prémio Atalanta, Prémio de Mérito, TaiwanIDF), “48” (2009, Grand Prix Cinéma du Réel, prémio FIPRESCI, entre outros) e Natureza Morta | Stilleben (instalação, 2010).“Luz Obscura” é o seu filme mais recente. Os seus trabalhos foram exibidos em festivais de cinema e exposições de arte internacionais (Viennale, Visions du Réel, Sarajevo IFF, Torino FF, Photo España, Documenta,etc.). Em 2012 recebeu um tributo do Cinéma du Réel e foi artista convidado Robert Flaherty Film Seminar, Nova Iorque. Nesse mesmo ano formou um colectivo que dirigiu o Doclisboa, Festival Internacional de Cinema por duas edições consecutivas (2012-2013). É professora na Faculdade de Belas-Artes de Lisboa.

Fonte:sandrabellopes

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar