SÉRGIO FRADE APRESENTA NOVIDADES N’O FRADE, COM UMA NOVA CARTA DA AUTORIA DO CHEF DIOGO CARVALHO

701 views

O Frade, localizado no número 14 da Calçada da Ajuda, numa das esquinas mais emblemáticas de Belém, em Lisboa, encontra-se agora numa nova fase, marcada pela evolução de uma cozinha tradicional mais ligada às raízes alentejanas para uma gastronomia portuguesa, mais abrangente. O restaurante de Sérgio Frade alarga assim o seu conceito gastronómico com as novas criações do chef nortenho Diogo Carvalho, que acompanham na perfeição os pratos clássicos – e já famosos – da carta deste spot lisboeta.

“Nesta nova fase, quisemos alterar um pouco o conceito d’O Frade, um projeto muito especial para mim e também para a minha família. Neste momento, temos no menu as clássicas propostas já conhecidas por todos, como é o caso do Arroz de pato ou a Galinha acerejada com arroz de forno, mas também novos pratos desenvolvidos pelo Diogo, que esteve connosco no início do projeto, e que regressou a “casa” há cerca de um ano, e trouxe a energia renovada e a criatividade que queríamos para o nosso projeto”, afirma o proprietário, Sérgio Frade. “Atualmente, o restaurante já não é só focado na cozinha tipicamente alentejana, uma vez que alargámos o conceito para mostrar sabores de várias regiões do nosso – fantástico – país, também pela influência das raízes nortenhas do chef Diogo Carvalho, um portuense em Lisboa”, acrescenta o responsável.

Inaugurado em 2019, este projeto é um legado familiar gastronómico que vai já na terceira geração. Começou com Sérgio Frade e o seu primo, e ficou conhecido pelo seu balcão de sabores tradicionais, genuinamente alentejanos, e por ser um espaço que trouxe para a capital o convívio informal, num conceito que se baseia na qualidade, rigor e na genuinidade da comida tradicional portuguesa, mas com uma visão moderna. No final do ano de 2021, após uma evolução do conceito, este projeto, atualmente nas mãos de Sérgio Frade, entrou numa nova fase, focada também na autenticidade e paixão que marcaram os primeiros tempos do restaurante.

Distinguido em 2022 como Bib Gourmand pelo Guia Michelin, que destacou o restaurante como um dos cinco espaços nacionais com melhor qualidade-preço, O Frade tem vindo a assumir um papel importante no panorama gastronómico da capital, com uma visão atual – e legítima – da comida tradicional portuguesa, dedicada à pesquisa de receituário nacional autêntico e diferenciado. Focado nos produtos – e sabores – portugueses, assim como no respeito pela sazonalidade, este “bistrô” oferece essencialmente comida de conforto, em criações do chef Diogo Carvalho, que esteve presente no início do projeto e que regressou nesta nova fase para agarrar o desafio de estar ao leme da cozinha d’ O Frade, acompanhado pelo subchefe Rodrigo Oliveira, que em conjunto desenvolvem a carta do Frade, num trabalho e espírito de equipa fortes e bem presentes em cada detalhe.

A carta do restaurante, inspirada na gastronomia nacional e focada na matriz dos sabores portugueses, divide-se entre o couvert, os petiscos, os pratos principais e – como não podia deixar de ser – as sobremesas, a área de excelência de Diogo Carvalho que tem formação em pastelaria. Do menu, destacam-se novidades como o Rissol especial de lingueirão (5€), o Rabo de boi estufado com legumes (19€), o Arroz cremoso de cogumelos (opção vegetariana – 16,50€), ou o já famoso Arroz de Pato “à moda do Frade” (19,80€). Para adoçar o palato, o restaurante sugere Bolo e gelado de noz (6€) ou Dom Rodrigo, limão e merengue (6€).

Estas propostas gastronómicas refletem a evolução do conceito e todo o conhecimento que foi adquirido ao longo destes anos, com maturidade e consistência. A equipa do restaurante procura trabalhar diariamente com ingredientes frescos e exclusivos, dando especial atenção à sua origem. Dividido em duas zonas distintas, o icónico balcão e a esplanada, a filosofia d’O Frade assenta em três pilares fundamentais – tradição, produto e serviço -, tem como intuito elevar o produto e a gastronomia nacional a um patamar diferenciador, temperando-o com a criatividade e as técnicas do chef.

Para acompanhar as propostas gastronómicas, O Frade oferece um vasto leque de bebidas: das cervejas aos licores, passando pelo gin ou pelas bebidas sem álcool, há opções para todos os gostos. A carta de vinhos do restaurante tem também uma grande variedade de referências, mas o destaque vai para os vinhos de talha, vinhos produzidos pela família Frade, os primeiros produtores de vinho da talha DOC. Enquanto a avó cozinhava, o avô Frade dedicava-se à produção deste vinho, negócio que hoje está nas mãos do pai de Sérgio, e motivo pelo qual existe esta tradição dos vinhos de talha n’O Frade. A par dos vinhos de talha, o restaurante apresenta ainda outros vinhos de produção própria, desta vez da região da Borgonha: Bethléem tinto e Bethléem branco. Mais clássicos, e igualmente produzidos com pouca intervenção, são resultado de uma parceria com o proprietário desta vinha em França, Arnaud Boué.

Além destes, a garrafeira d’O Frade dispõe também de vários vinhos nacionais de norte a sul, incluindo as ilhas, com algumas referências disponíveis a copo. A filosofia de produto é igualmente importante na área vínica, que leva a equipa a querer encontrar e apoiar novos produtores que estejam fora do circuito vínico mainstream, e conhecer produções mais pequenas. Estas descobertas são sempre pensadas para enquadrarem o conceito e a gastronomia do espaço, visando a perfeita harmonização com a oferta do restaurante, tanto racional como sensorialmente.

O Frade é um espaço descontraído, que desde que abriu que o imponente balcão em “u” apela ao convívio, onde se pedem petiscos e pratos que têm feito as delícias de portugueses e estrangeiros que visitam a zona de Belém. Para quem procura mais intimidade, junto à janela há lugar para dois. Além do espaço interior, O Frade tem ainda uma soalheira esplanada para conviver ao ar livre. Lá dentro, o ambiente transmite calor humano de uma forma contemporânea com alguns toques mais tradicionais. Num estilo sóbrio e moderno, uma parede de azulejos hidráulicos em tons de azul e cinza emoldura a entrada para a cozinha. Na sala de iluminação bem estudada, a garrafeira dá um toque acolhedor. Atrás do balcão, os anfitriões recebem os clientes como velhos amigos. Todos se sentem em casa. O convívio e a interação com a equipa são parte essencial da experiência d’O Frade. Do balcão espreita-se para dentro da cozinha onde Diogo Carvalho, apoiado pela equipa, prepara e recria pratos tradicionais, e honra aquilo que o nosso país tem de melhor.

Desde agosto de 2022, O Frade tem também um balcão com 15 lugares e uma esplanada, para 42 pessoas, no Time Out Market, no Mercado da Ribeira, em Lisboa. Para além de Belém, o restaurante de Sérgio Frade tem agora também esta morada, no Cais do Sodré, com o intuito de mostrar a cozinha portuguesa de alma alentejana neste local tão central da capital. O espaço, destinado a turistas e lisboetas, dispõe de uma carta ligeiramente diferente da que é apresentada n’O Frade de Belém, com algumas novas opções de petiscos, como a Bifana de porco à Frade (7,50€), “a única bifana no mercado”, o Escabeche de sardinha (9,90€), não esquecendo alguns dos best sellers como a Muxama de atum com ovos (11,50€). Nos pratos principais, destaca-se o famoso Arroz de pato (13€) e outras opções de comida de conforto como a Caldeirada de peixe (12,50€) ou a Galinha acerejada com arroz de forno (12€). O Frade do Time Out Market está aberto todos os dias, das 10h00 às 00h00 (sextas-feiras e sábados até à 01h00).

A essência d’O Frade começou como alentejana, mas é agora portuguesa. A equipa pretende levar o melhor do país aos seus clientes, e apoiar os produtores nacionais, ajudando a preservar o que é artesanal e aquela que é a nossa cultura gastronómica. Uma coisa é certa: haverá sempre muita paixão nos sabores que são servidos, na partilha e no convívio.

 

Natural de Matosinhos, Diogo Carvalho, de 24 anos, estudou Ciências e Tecnologias e, posteriormente, ingressou no curso de cozinha na Escola de Hotelaria e Turismo do Estoril. No currículo, soma experiências em locais como o Ritz, o Loco – onde fez um estágio de três meses -, O Frade, o Amelia, em San Sebastian (Espanha), o 100 Maneiras e ainda o Kabuki. Recentemente, voltou à casa que o viu crescer – O Frade – para assumir o desafio de estar à frente da cozinha, numa altura em que o restaurante assume um regresso às origens do início do projeto. 

 

INFORMAÇÕES:

Horário: Aberto todos os dias, das 12h30 às 16h00 e das 19h30 às 00h00

Capacidade: 33 lugares

Preço médio: 35 euros sem bebidas

Morada: Calçada da Ajuda 14, 1300-598 Lisboa

Contacto: 939482939

Online:
https://www.instagram.com/restauranteofrade/
https://www.facebook.com/ofradebelem/

Fonte: chefsagency

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar