RESTAURANTE FOGO CELEBRA UMA PÁSCOA AQUECIDA COM SABORES DE FORNO

389 views

O domingo de Páscoa apela ao sentimento nostálgico de comida de conforto e bem temperada, com o borrego como referência nesta época festiva. O chef Alexandre Silva apresenta no restaurante FOGO, no centro de Lisboa, uma proposta em forno a lenha para quem gosta de celebrar a tradição.

O chef Alexandre Silva convida a um encontro com as tradições na época da Páscoa no restaurante FOGO, com um menu preparado no forno a lenha, a lembrar os “sabores de aldeia”, em pleno coração da cidade de Lisboa.

“No FOGO proporcionamos memórias, com sabores reconfortantes, típicos das nossas tradições, que nos arrastam para vivências fora das grandes cidades. E esta particularidade de estar localizado no centro de Lisboa permite a quem nos visita “fugir” da rotina cosmopolita e ir ao encontro destes sabores tão característicos e próprios da época da Páscoa, seja para celebrar em família ou com amigos”, explica o chef Alexandre Silva.

Para o domingo de Páscoa, a proposta principal é a de borrego nacional assado com arroz de forno a lenha, um dos pratos mais típicos desta quadra, mas aqui com o tempero do chef Alexandre Silva, que detém também o restaurante Loco, distinguido com uma Estrela Michelin.

Para finalizar a refeição, o outro destaque vai para o pão-de-ló com gelado de leite de cabra, uma sobremesa que encerra esta “viagem” pelos sabores convencionais, elaborada com produtos cuidadosamente selecionados.

 

Informações úteis:
Morada: Av. Elias Garcia 57, 1000-114 Lisboa
Reservas: 21 797 00 52 | fogo.reservas@alexandresilva.pt
Horário: Terça a domingo, das 12h30 às 16h00 e das 19h00 à 01h00 (encerrado à segunda-feira)
Online
Instagram
Facebook

Sobre o chef Alexandre Silva:

Natural da aldeia de Abrigada, foi apenas aos 18 anos que Alexandre Silva optou pela área da gastronomia. Estudou Cozinha, Pastelaria e Gestão de F&B na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa, e Gastronomia Molecular no Instituto Superior de Agronomia, e “estreou-se” como chef-executivo do restaurante Bocca, em Lisboa. Ganhou visibilidade junto do público no programa Top Chef, da RTP, que venceu em 2012, e lhe garantiu uma temporada no restaurante El Celler de Can Roca, em Espanha. Nesse mesmo ano, mudou-se para o Alentejo, onde foi chef-executivo do Alentejo Marmóris Hotel & Spa e estreitou contacto com produtores e novos produtos do campo.

Em 2013, regressa a Lisboa com o desafio de chefiar o restaurante Bica do Sapato, um dos mais conceituados da capital. Um ano mais tarde, decide criar a sua própria empresa. Inaugurou o espaço Alexandre Silva no Time Out Market e, em 2015, decidiu dar um passo importante: abrir o restaurante LOCO, um projecto ousado e criativo, com poucos lugares (24), que se assumia como um ‘fine-dining’ disruptivo. Aí, desenvolveu um projecto interno de I&D – Investigação e Desenvolvimento, experimentando novas técnicas, novos produtos e produzindo novas criações. Oito meses após a abertura do LOCO, conquistou a 1ª estrela Michelin, que conserva até hoje. Pelo caminho, ganhou várias outras distinções, como o Garfo de Ouro do Guia Boa Cama Boa Mesa do jornal Expresso (2016), Garfo de Platina (2017) e Chef do Ano (2017), da mesma entidade.

Quando o Loco se tornou estável, sentiu ser o momento de conceber um novo projeto, o FOGO. O Fogo, que envolveu um investimento empresarial três vezes maior que o do Loco, com 60 lugares sentados, abriu portas em dezembro de 2019, escassos três meses antes de o mundo se fechar em casa. Dividido em cinco secções – forno a lenha, potes de ferro, ‘robata’ (grelhador), padaria e pastelaria, e frios/fumeiro, continua a surpreender o público.

 

Fonte: Chefsagency

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar