Estreia Power Play: a série premiada em Cannes sobre a jovem ativista que chegou a Primeira-Ministra

436 views

No dia 19 de Dezembro, a Filmin estreia em exclusivo, a série Power Play. Premiada como Melhor Série no Festival de Cannes, conta a incrível história de uma jovem ativista que, em 10 anos, se tornou Primeira-Ministra da Noruega.

O criador de “Home Ground” está de volta com um dos acontecimentos mais seriéfilos de 2023.

Premiada como Melhor Série no Festival de Cannes, conta a incrível história de Gro Harlem Brundtland, uma jovem médica pró-aborto que, no final da década de 1970, ao impressionar o governo à sua volta, sobe na hierarquia para se tornar a primeira mulher primeira-ministra da Noruega, em 1981.

À medida que o governo implode à sua volta, Gro aprende a jogar os seus próprios jogos de poder, subindo na hierarquia até ser a última mulher de pé nas ruínas da célebre social-democracia trabalhista, acabando por se tornar a primeira mulher primeira-ministra da Noruega em 1981.

Diretamente da Noruega, esta comédia política, na mesma linha de séries fora do comum como Veep ou In the loop, revela a improvável chegada de Gro Harlem Brundtland ao cargo de Primeira-Ministra nos anos 70 e 80. Rodeada por homens que não eram os mais habilidosos nem gostavam do bem comum, esta mulher política, empenhada no aborto e na ecologia, venceu as probabilidades. Uma série engraçada, espirituosa e incrivelmente bem ritmada, refere o criador Johan Fasting.

Brundtland foi a primeira mulher primeira-ministra de um país nórdico, não apenas da Noruega, e uma das figuras mais importantes da Escandinávia na luta pelos direitos das mulheres, pela igualdade entre os sexos e pelo direito ao aborto, com um estatuto semelhante ao de Ruth Bader Ginsburg e Gloria Steinem nos EUA, ou de Simone Veil em França.

Power Play é protagonizado por Kathrine Thorborg Johansen, cujos créditos incluem “The Quake”, “Ragnarok” e a série de vampiros da Netflix “Post Mortem”, Jan Gunnar Røise (“Beware of Children”) e Anders Baasmo (“Blind Spot”, “Out Stealing Horses”, “Exit”).

O showrunner é Johan Fasting, que foi o criador e showrunner de “Home Ground” (2018), que estreou no Festival de Cinema de Berlim. Também escreveu o guião de “Ninjababy” (2021), que estreou na Berlinale e ganhou o Global Audience Award no SXSW.

 

Fonte: Filmin.pt

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar