Dia de São Valentim com muito FOGO!

486 views

O amor vai estar mais mais quente na noite de 14 de fevereiro com o Menu São Valentim do restaurante FOGO, proposto pelo chef Alexandre Silva. Temperado pelo calor das brasas, este menu promete aquecer ainda mais os corações dos apaixonados.

Localizado no centro de Lisboa, o restaurante FOGO é o espaço ideal para celebrar o Dia dos Namorados. A iluminação discreta oferece a privacidade perfeita para conversas a dois, enquanto são apresentados, num compassado de um a um, os pratos pensados para ficar na memória.

Para início de refeição, o pão de massa mãe começa por reconfortar os ânimos, seguido pelas ostras na brasa, uma das iguarias mais emblemáticas do FOGO. De seguida, apresenta-se o mexilhão com molho de manteiga e citrinos, que antecede o prato barriga de atum, amêndoa e alho. A refeição continua com o tártaro de vaca maturada e com o peito de pato, puré de aipo e couve grelhada. Para finalizar, como sobremesa, o chef Alexandre Silva propõe um bolo de alfarroba, frutos secos e laranja queimada.

O preço do Menu São Valentim é de 70 euros por pessoa (bebidas não incluídas) e está disponível ao jantar do dia 14 de fevereiro.

Menu São Valentim
Serviço de Pão
Ostra na Brasa
Mexilhão com molho de manteiga e citrinos
Barriga de atum, amêndoa e alho
Tártaro de vaca maturada
Peito de pato, puré de aipo e couve grelhada
Bolo de alfarroba, frutos secos e laranja queimada

 

Informações úteis:
Morada: Av. Elias Garcia 57, 1000-114 Lisboa
Reservas: 21 797 00 52 | fogo.reservas@alexandresilva.pt

Sobre o chef Alexandre Silva:

Natural da aldeia de Abrigada, foi apenas aos 18 anos que Alexandre Silva optou pela área da gastronomia. Estudou Cozinha, Pastelaria e Gestão de F&B na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa, e Gastronomia Molecular no Instituto Superior de Agronomia, e “estreou-se” como chef-executivo do restaurante Bocca, em Lisboa. Ganhou visibilidade junto do público no programa Top Chef, da RTP, que venceu em 2012, e lhe garantiu uma temporada no restaurante El Celler de Can Roca, em Espanha. Nesse mesmo ano, mudou-se para o Alentejo, onde foi chef-executivo do Alentejo Marmóris Hotel & Spa e estreitou contacto com produtores e novos produtos do campo.

Em 2013, regressa a Lisboa com o desafio de chefiar o restaurante Bica do Sapato, um dos mais conceituados da capital. Um ano mais tarde, decide criar a sua própria empresa. Inaugurou o espaço Alexandre Silva no Time Out Market e, em 2015, decidiu dar um passo importante: abrir o restaurante LOCO, um projecto ousado e criativo, com poucos lugares (24), que se assumia como um ‘fine-dining’ disruptivo. Aí, desenvolveu um projecto interno de I&D – Investigação e Desenvolvimento, experimentando novas técnicas, novos produtos e produzindo novas criações. Oito meses após a abertura do LOCO, conquistou a 1ª estrela Michelin, que conserva até hoje, seis anos volvidos. Pelo caminho, ganhou várias outras distinções, como o Garfo de Ouro do Guia Boa Cama Boa Mesa do jornal Expresso (2016), Garfo de Platina (2017) e Chef do Ano (2017), da mesma entidade.

Quando o Loco se tornou estável, sentiu ser o momento de conceber um novo projeto, o FOGO. O Fogo, que envolveu um investimento empresarial três vezes maior que o do Loco, com 60 lugares sentados, abriu portas em dezembro de 2019, escassos três meses antes de o mundo se fechar em casa. Dividido em cinco secções – forno a lenha, potes de ferro, ‘robata’ (grelhador), padaria e pastelaria, e frios/fumeiro, continua a surpreender o público.

Fonte: Chefsagency

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar