Romance de Donatella Di Pietrantonio vence Prémio Strega 2024

88 views

L’età fragile, que será publicado em Portugal no final deste ano pela LeYa/ ASA, é o vencedor da 78ª edição do mais importante prémio literário italiano.

Anunciado ontem à noite, o Prémio Strega 2024, o mais importante galardão literário italiano, foi atribuído ao romance L’età fragile, de Donatella Di Pietrantonio. Lançado em novembro de 2023, L’età fragile está a ser traduzido para vários idiomas e será publicado em português, no final deste ano, pela LeYa/ ASA. Da autora, encontra-se já publicado em Portugal o livro A Filha Devolvida (ASA, 2019), vencedor do Prémio Campiello, do Prémio Napoli e do Prémio Alassio.

 

L’età fragile, romance que versa sobre o relacionamento entre uma mulher e a sua filha adulta durante a pandemia, aborda também a questão da violência de género, aludindo a um crime que ocorreu em Abruzzo, terra natal da Donatella Di Pietrantonio, em 1997.

“Prometo que usarei a minha voz escrita e oral para defender os direitos pelos quais a minha geração de mulheres lutou arduamente e que hoje já não podem ser considerados garantidos”, afirmou Di Pietrantonio, que, apesar do seu sucesso como escritora, nunca deixou o seu trabalho como dentista pediátrica.

A premiada escritora de 62 anos já havia vencido, com L’Età Fragile, o Prémio Strega Giovani 2024, a versão do principal prémio literário de Itália cujo júri é constituído por adolescentes entre 16 e 18 anos de mais de 100 escolas secundárias.

Donatella Di Pietrantonio vive em Penne, Itália. Desde os nove anos que se dedica a escrever histórias, fábulas, poemas e romances. O seu primeiro e segundo romances foram ambos premiados, e A Filha Devolvida (L’Arminuta), o seu terceiro romance, foi galardoado com o Prémio Campiello, o Prémio Napoli e o Prémio Alassio, tendo vendido mais de 150 mil exemplares só em Itália e sido publicado em mais de 35 países. Junto com Monica Zapelli, ganhou o Prémio David di Donatello de Melhor Argumento Original do filme L’Arminuta, dirigido por Giuseppe Bonito. Em 2020, publicou Borgo Sud, finalista do Prémio Strega 2021.

Fonte: LeYa

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar