Landscape Together

598 views

O único projeto de 1M da Europa Criativa coordenado por Portugal promove a internacionalização do Experimenta Paisagem.

Landscape Together – projeto promovido pela MAG – Marques de Aguiar (Porto) – é o único projecto de média dimensão coordenado por Portugal dos 28 selecionados pelo programa Europa Criativa 2022, com um financiamento de €999.960,00, com início em 2023 numa cooperação intensa entre 17 parceiros internacionais (Espanha, França, Alemanha, Itália e Bélgica) e no território piloto, o centro interior de Portugal.

Com este projecto da Europa Criativa afirma-se a internacionalização do Cortiçada Art Fest, o projecto âncora do Experimenta Paisagem, uma plataforma de desenvolvimento territorial que tem como objectivo a concretização do museu experimenta paisagem, um museu aberto e sem paredes, de acesso livre e democrático enraizado na participação das comunidades locais. O projeto Landscape Together concretiza entre 2023 e 2026 as várias dimensões culturais do Museu Experimenta Paisagem através de um trabalho coeso e consistente de uma rede de 17 parceiros peritos nas diferentes vertentes da Mediação Cultural, do Património Construído, da Criação Artística, do Património Imaterial e da Comunicação. “Neste momento estamos a iniciar o envolvimento com as pessoas deste território e uma aproximação aos valores do património natural e cultural”, refere Marta Aguiar, fundadora do escritório MAG. “Simultaneamente estamos também a promover parcerias estratégicas ao nível da cultura, com o representante português da Europa Nostra, o Centro Nacional de Cultura, ao nível dos media (media partners) e da mediação artística (museus e galerias).”

Os parceiros convidados pela MAG para integrar este projeto são: Direção Regional de Cultura do Centro, Instituto Politécnico de Castelo Branco (Artes Aplicadas, Agrária e Educação), Khbt (Alemanha), Municípios do Centro de Portugal: Proença-a-Nova, Oleiros, Sertã, Pedrógão Grande e Idanha-a-Nova, Museu Chillida Leku (Espanha), Politécnico de Milão (Departamento de Arquitectura), Universidade do Porto (Universidade Júnior), Universidade de Coimbra (Departamento de Arquitetura), Yok Yok (França), Time & Place (Bélgica), Turismo Centro de Portugal.

Landscape Together é um projeto singular que propõe encontrar respostas inovadoras e concretas para questões urgentes, parte da interrogação de como é que a arte e a cultura podem conduzir a soluções sustentáveis, de longo prazo, que contribuam para o processo de povoamento dos territórios rurais e que comuniquem respostas efectivas para os problemas relacionados com as consequências das alterações climáticas.

Landscape Together (LT) promove a cooperação e a mobilidade entre mais de 90 artistas europeus e dos seus trabalhos numa relação de compromisso com as comunidades com a intenção de transformar esta experiência num modelo replicável. LT Model irá constituir-se como um instrumento de trabalho para outras comunidades que procuram recuperar um sentido de pertença aos lugares, à paisagem e à cultura. Este é um projecto de reflexão a partir de evidências testadas, com 16 eventos interdisciplinares, mais de 70 workshops, 8 roteiros culturais, 18 residências artísticas, 2 obras de arte permanente, 4 cursos de Verão, 20 Creative Talks, 8 exposições em 6 países e o Toolkit LT Model.

O Programa de cooperação da Europa Criativa de 2022 teve um orçamento total de 68 milhões, 169 propostas foram convidadas a preparar o GAP (Grant Agreement Preparation) dos quais 132 de pequena escala, 28 de média escala e 9 de grande escala.

Landscape Together cruza a experiência de peritos e instituições nas áreas chave da transformação territorial a longo prazo ancorada nos seus cidadãos, na mediação cultural, no património material e imaterial, na criação artística e na comunicação. A Mediação Cultural, com o desenvolvimento de programas educativos e da activação de projectos de usufruição integrada das artes e da paisagem, com o Museu Chillida Leku (Espanha) e a Universidade Júnior da Universidade do Porto. O Património Construído, com a investigação e processos participativos para novas estratégias de vivências urbanas nos territórios do interior – da arquitectura às unidades de paisagem -, com os departamentos de arquitetura da Universidade de Coimbra e do Politécnico de Milão. O Património Cultural Imaterial, e em particular, o património imaterial partilhado, como elo de ligação que estrutura o Landscape Together, com o trabalho de análise da paisagem geográfica e da paisagem cultural dos 8 roteiros culturais a concretizar pelas três Escolas do Instituto Politécnico de Castelo Branco (Artes Aplicadas, Agrária e Educação) e com os 5 Municípios (Proença-a-Nova, Oleiros, Sertã, Pedrógão Grande e Idanha-a-Nova), o vencedor da call internacional com curadoria da Mag e do concelho consultivo.

A Criação Artística, com a criação e instalação de duas obras de arte permanentes na paisagem com a metodologia do Experimenta Paisagem, pelos colectivos Yok Yok (França) e Khbthttps://khbt.eu/ (Alemanha), mas também com calls internacionais para 18 residências artísticas e a participação de artistas em eventos singulares pela integração de várias artes, da usufruição da paisagem e das comunidades locais.

Numa visão de longo prazo de acompanhamento da criação do Museu Experimenta Paisagem, a Direção Regional de Cultura do Centro assume-se como parceiro associado desde a criação de condições para o acesso aos bens culturais, ao acompanhamento das atividades. Nesta estratégia de criação de um novo destino internacional de arte permanente na paisagem o projeto conta com, o Turismo Centro de Portugal, e a sua experiência e prémios internacionais de campanhas de comunicação, e também com a equipa de Time & Place sediada em Bruxelas para uma divulgação internacional deste novo destino de arte na paisagem.

Entre 2019 e 2021 a MAG – Marques de Aguiar, um escritório sediado no Porto e fundado no legado de transformação territorial de Manuel Marques de Aguiar, concretizou no centro interior do país, com os municípios de Proença-a-Nova, Oleiros e Sertã e o financiamento da DGARTES no contexto do Plano de Revitalização do Pinhal Interior (PRPI), os dois projectos âncora da criação do Museu Experimenta Paisagem com o objectivo de constituir a região Centro como destino internacional de arte contemporânea na paisagem.

Os roteiros da Cortiçada Art Fest e nas Linhas de Água, concretizados promovem a usufruição da arte contemporânea e da paisagem cultural. Um método que aspira a transformações de qualidade, à recuperação e à comunicação de valores da paisagem geográfica e cultural, do património material e imaterial numa abordagem que privilegia em todas as fases o envolvimento dos cidadãos que habitam os territórios ou que deles se sentem pertença.

 

 

Fonte e créditos fotografia destaque: DRCC

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar