Chef Julien Montbabut convida os chefs Alexandre Silva, Rui Silvestre e Victor Mercier para o segundo Monumental Dinner numa celebração dos 100 anos do grupo Maison Albar

516 views

No dia 19 de outubro, o chef Julien Montbabut recebe no restaurante Le Monument os chefs Alexandre Silva, Rui Silvestre e o francês Victor Mercier, pela primeira vez em Portugal, para o jantar de celebração dos 100 anos do grupo hoteleiro Maison Albar e do edifício histórico onde se encontra o Le Monumental Palace. Das mãos destes quatro chefs sairá uma viagem gastronómica memorável, que junta aos sabores portugueses a técnica e conhecimento da cozinha francesa.

O ‘Monumental Dinner’ regressa ao restaurante Le Monument (1*), no coração da cidade do Porto, no dia 19 de outubro, para celebrar os 100 anos do grupo hoteleiro Maison Albar Hotels e do edifício histórico onde se encontra o Le Monument Palace, desenhado pelo arquitecto italiano Michelangelo Soá. Para este evento de alta gastronomia, o chef Julien Montbabut convida os seus amigos chefs portugueses Alexandre Silva (LOCO* e FOGO) e Rui Silvestre (Vistas*), e o seu conterrâneo, Victor Mercier (FIEF -Fait Ici En France*), pela primeira vez em Portugal, para um jantar que une os produtos e sabores tradicionais da cozinha portuguesa às técnicas e know-how franceses.

Esta será uma noite de celebração inspirada nas memórias e experiências do chef Julien Montbabut, um admirador da gastronomia portuguesa, que dedicou dois anos a visitar e a descobrir as maravilhas do nosso país. Nesta viagem gastronómica que irá percorrer o território português de norte a sul, o chef anfitrião tem a cargo os sabores fortes característicos do norte, o chef Alexandre Silva, a diversidade e riqueza da região centro, e o chef Rui Silvestre, a leveza e irresistível frescura dos pratos mais apreciados a sul. Victor Mercier, finalista do Top Chef França 2018 e personalidade da nova geração da food scene de Paris, vem pela primeira vez a Portugal, e contribui para esta viagem com as suas técnicas e conhecimentos franceses, que se juntam às do chef Julien, numa noite de partilha de experiências entre estes quatro chefs.

É com muita honra e entusiasmoque recebo três colegas de profissão que admiro, para comemorar os 100 anos do grupo Maison Albar Hotels. Quisemos fazer algo diferente, mas que se relacionasse com a identidade do Le Monument, muita ligada às memórias e experiências que tive nas minhas viagens por todo o território português. Assim nasceu este conceito, que distribui por mim, pelo Alexandre e pelo Rui, o Norte, o Centro e o Sul de Portugal, respetivamente, onde cada um trabalha neste momento”, refere o chef do Le Monument, Julien Montbabut. “Garantimos assim os melhores produtos, sabores e texturas das diferentes regiões de Portugal, trabalhadas por chefs exímios, com o contributo de outro chef e amigo, o Victor Mercier, que trará as mais recentes técnicas da cozinha francesa para esta viagem, que será, também para ele, um momento de descoberta da gastronomia portuguesa”.

 

O ‘Monumental Dinner’ tem início às 19h00, com um cocktail e apresentação dos chefs convidados, na biblioteca do hotel Le Monumental Palace. O evento prossegue para o restaurante gastronómico Le Monument, às 19h45, e será constituído por oito momentos, dois de cada chef, cuidadosamente harmonizados com os vinhos da Quinta do Noval, reconhecida mundialmente pela produção de vinho do Porto e Douro de alta qualidade.

O jantar de celebração dos 100 anos do grupo Maison Albar Hotels e do edifício histórico onde se encontra o Le Monument Palace tem o valor de 290€ por pessoa, com harmonização incluída. As reservas podem ser feitas através do website ou telefone (22 7662 413) do Le Monumental Palace, ou através do The Fork.

Sobre o chef Julien Montbabut:

Julien Montbabut nasceu em Paris, em 1983, e é o mais velho de cinco irmãos. Teve o seu primeiro contacto com a cozinha em casa, a ajudar a mãe, e é aqui que descobre uma paixão, nos produtos, nas receitas, nos cheiros e se avizinha o início de uma carreira promissora no mundo da alta gastronomia.

Começa o seu percurso profissional como cozinheiro com Christian LeSquer no Pavillon Ledoyen (3* Michelin) e de seguida trabalha com Benoit Guichard no Jamin (2* Michelin). No seu percurso conta ainda com vários espaços de referência, como o Le Restaurant (1* Michelin) e o Pavillon de La Grande Cascade (1* Michelin).

Chega a Portugal em 2018, como Executive Chef do luxuoso Hotel Le Monumental Palace – Maison Albar Hotels. O Chef faz a abertura do Hotel, com a sua esposa Joana Thöny Montbabut ao seu lado, no papel de Chef de Pastelaria assumindo os dois todas as cozinhas e conceitos do renovado Hotel.

Os anos que se seguiram não foram dos mais fáceis, principalmente devido à pandemia mundial que afetou largamente o turismo e o sector da restauração. Mas, apesar das dificuldades, a persistência, consistência e trabalho árduo foi reconhecido pelo prestigiado guia Michelin com a atribuição da primeira estrela Michelin no restaurante Le Monument, no fim do ano de 2022.

Sobre o chef Alexandre Silva:

Natural da aldeia de Abrigada, foi apenas aos 18 anos que Alexandre Silva optou pela área da gastronomia. Estudou Cozinha, Pastelaria e Gestão de F&B na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa, e Gastronomia Molecular no Instituto Superior de Agronomia, e “estreou-se” como chef-executivo do restaurante Bocca, em Lisboa. Ganhou visibilidade junto do público no programa Top Chef, da RTP, que venceu em 2012, e lhe garantiu uma temporada no restaurante El Celler de Can Roca, em Espanha. Nesse mesmo ano, mudou-se para o Alentejo, onde foi chef-executivo do Alentejo Marmóris Hotel & Spa.

Em 2013, regressa a Lisboa com o desafio de chefiar o restaurante Bica do Sapato, um dos mais conceituados da capital. Um ano mais tarde, inaugurou o espaço Alexandre Silva no Time Out Market e, em 2015, decidiu dar um passo importante: abrir o restaurante LOCO, um projecto ousado e criativo, com poucos lugares (24), que se assumia como um ‘fine-dining’ disruptivo, que conquistou a 1ª estrela Michelin, oito meses após a abertura, e que conserva até hoje, seis anos volvidos. Pelo caminho, ganhou várias outras distinções, como o Garfo de Ouro do Guia Boa Cama Boa Mesa do jornal Expresso (2016), Garfo de Platina (2017) e Chef do Ano (2017), da mesma entidade.

Em dezembro de 2019, abriu portas o Fogo, com 60 lugares sentados. Dividido em cinco secções – forno a lenha, potes de ferro, ‘robata’ (grelhador), padaria e pastelaria, e frios/fumeiro, continua a surpreender o público.

Sobre o chef Rui Silvestre:

Rui Silvestre nasceu em Valongo, no norte de Portugal, mas vive no Algarve desde os 10 anos de idade. Com apenas 11 anos, Rui já se misturava na cozinha da família e ajudava na confeção das refeições. Aos 16 anos integrou uma cozinha profissional pela primeira vez, decidindo-se pela continuação dos estudos num curso de Cozinha.

Após um ano a trabalhar em Portugal, a sua ambição e curiosidade levaram-no a partir em busca de inspiração para

novos pratos e de novas técnicas culinárias, para descobrir outras culturas e sabores. Rui trabalhou durante sete anos em restaurantes franceses, suíços e húngaros, onde apurou e absorveu o conceito de fine dining, com especial destaque para a sua passagem pelo restaurante Le Castellet de Christophe Bacquié, com três estrelas Michelin, em França.

Em 2015, Rui alcançou a sua primeira estrela Michelin, tornando-se o mais jovem chef português de sempre (com 29 anos de idade) a conquistar este reconhecimento. Feito que repetiu em 2019, trazendo a primeira Estrela Michelin para o Restaurante Vistas e para o Sotavento Algarvio.

Utilizando as técnicas francesas, que domina, mas fundindo sabores improváveis, Rui combina os melhores produtos da terra e do mar de uma maneira inovadora, evocando todos os sentidos e preservando o sabor autêntico e excecional dos ingredientes locais. A intenção é que cada prato expresse a riqueza dos ingredientes, em torno do qual foi construído.

Sobre o chef Victor Mercier:

Victor Mercier, é uma das personalidades jovens mais influentes na cozinha francesa, após ter participado na versão francesa do Top Chef, em 2018. Está à frente do restaurante parisiense FIEF (que significa Fait Ici En France, “Feito aqui em França”), com uma estrela Michelin. A identidade do chef e do restaurante são unas e caracterizam-se pela utilização de produtos 100% franceses. Com base neste espírito culinário, o chef cria pratos saborosos acompanhados por molhos fortes, ricos em carácter e personalidade. No restaurante, é possível sentar-se ao balcão e viver a experiência gastronómica de Victor Mercier de perto, conversando com o chef e a sua equipa, que explicam os meandros de cada prato em tempo real para uma visão verdadeiramente fascinante da mentalidade culinária de Victor e do restaurante FIEF.

 

Informações Gerais

 

Morada

Maison Albar Hotels – Le Monumental Palace

Avenida dos Aliados 151, 4000-067 Porto, Portugal

Horário

23 de março, quinta-feira, às 19h00.

Reservas

(+351) 22 7662 413

https://www.maison-albar-hotels-le-monumental-palace.com/pt/page/le-monument.3809.html
Online

Restaurant Le Monument

Chef Julien Montbabut

 

Fonte: Chefsagency

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar