Trago Fados nos sentidos – Celebre o 101º Aniversário Amália

750 views
A 23 de Julho pelas 19h vamos celebrar o aniversário de Amália Rodrigues, o seu 101º Aniversário. A Casa-Museu enche-se de muita emoção para homenagear a mulher, a artista, a poetisa e a maior fadista de todos os tempos.
Pelas 19h temos actuação de dois ílustres fadistas Célia Leiria e José Geadas, um dueto que une a nova geração do Fado à mestria da experiência.. Um espectáculo único, num jardim da sua casa e que terá repertório de Amália e muitas surpresas.
Nas próximas semanas, serão divulgadas novas actividades. O 193 da Rua de São Bento saúda todos aqueles que ajudam a manter viva a memória da eterna Amália Rodrigues.
 O bilhete tem o valor de 20€ e as reservas já estão disponíveis através de email jardimdaamalia@gmail.com ou por telefone 21 397 1896.
Célia Leiria 
Natural de Santarém, mais concretamente de Alcanhões, Célia Leiria nasceu numa família com tradição fadista no Ribatejo e com uma forte aptidão para as Artes. Talvez por isso a paixão pela música e pelo canto despertou logo na infância. Começou a dar os primeiros passos no fado com apenas 14 anos e, aos poucos, foi fortalecendo laços com grandes nomes do fado, que lhe deram um enorme incentivo e aprendizagens.
Carlos Zel, um dos grandes fadistas de sempre, convidou-a, em 2001, para cantar nas prestigiadas “Quartas de Fado“ do Casino Estoril. Foi o ponto de partida para uma carreira sempre em crescendo, que já a levou a cantar em algumas das melhores salas do nosso país e no estrangeiro. Célia Leiria canta, habitualmente, em diversas casas de fado de prestígio em Lisboa.
José Geadas
jovem alentajano de Borba. Desde muito cedo mostrou grande interesse pelo fado. Com nove anos foi vencedor da Grande Noite do Fado de Lisboa (2006, Aula Magna), interpretando um tema inédito — que daria mais tarde o nome ao seu primeiro disco, Assim Sou Feliz. Em 2010 concorreu ao programa Uma Canção Para Ti, da TVI, ficando em 2.º lugar e tornando-se assim conhecido do grande público. No mesmo ano grava o seu primeiro trabalho discográfico e forma uma banda com cinco elementos do programa televisivo, com a qual percorre durante dois anos todo o país. Foi convidado para fazer um espectáculo a solo, na qualidade de representante de Portugal, no Festival de Fado e Flamenco em Badajoz — BADASOM, em 2011. No mesmo ano, concorreu ao programa Eu Nasci Para o Fado, da RTP 1, e foi escolhido pelo público e por Felipe La Féria para fazer parte do elenco do musical Fado História de Um Povo, que esteve em cena durante um ano no Casino do Estoril. Em 2012, foi finalista do Grande Prémio do Fado, no Casino do Estoril. Entre 2012 e 2015, frequentou o curso de Guitarra Portuguesa no Museu do Fado, com o mestre António Parreira, Participou no Festival Caixa/Alfama, Festival Caixa/ Ribeira e apresentou-se no Mercado Ferreira Borges. Em 2017, foi convidado pela Associação Portuguesa de Falcoaria a representar Portugal no Festival Internacional de Falcoaria no Dubai (Abu Dhabi) como Fadista e enquanto músico de Guitarra Portuguesa. Apresentou-se a solo no festival Santa Casa Alfama, em 2018. toca como guitarrista em vários palcos europeus. Tem actuado por todo o país e no estrangeiro, frequentando regularmente casas de fado em Lisboa.
Fonte: Jardim da Amália

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar