Os passos de um gigante Orquestra Sinfónica Metropolitana

496 views

Numa carta dirigida a um amigo, Brahms escreveu em 1872 o seguinte: “Não podes imaginar a sensação constante de ouvir um gigante caminhar por detrás de ti”. Esse gigante era Beethoven. Talvez por isso Brahms tenha demorado mais de vinte anos a compor a sua primeira sinfonia, estreada em 1876. Em resultado, há quem lhe aponte semelhanças com momentos emblemáticos das sinfonias de Beethoven, tais como o célebre motivo rítmico da Quinta Sinfonia, que se vislumbra no coração do primeiro andamento, e a melodia que se destaca no último, com caráter idêntico ao Hino à Alegria que se ouve do final da Nona. Neste programa, os passos do gigante projetam-se na abertura da peça teatral Egmont. E, porque é Natal, a Orquestra Metropolitana de Lisboa acrescenta ainda um curto apontamento musical dedicado a tão especial quadra do ano.

Programa
L. Beethoven, Abertura da peça teatral Egmont
J. Brahms, Sinfonia N.º 1
Vários, Três Temas de Natal (arranjos de Todd Hayen, Ron Goldstein e Chris Ridenhour)

Ficha técnica:

Pedro Neves, maestro
Orquestra Sinfónica Metropolitana

música
20 dezembro 2022
ter: 20h
São Luiz Teatro Municipal

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar