Museu de Lisboa celebra os artistas em duas novas exposições temporárias

274 views

Do Altar para a rua. Santo António na cerâmica de Delfim Manuel inaugura a 18 de junho no Museu de Lisboa – Santo António e Artistas em cena no Teatro Romano abre portas a 29 de junho no Museu de Lisboa – Teatro Romano

O Museu de Lisboa inaugura em junho duas exposições temporárias que celebram o génio criativo dos artistas. Enquanto que Delfim Manuel é o nome em destaque no Museu de Lisboa – Santo António, com a apresentação de trabalhos inéditos a par de uma retrospetiva da sua carreira, o Museu de Lisboa – Teatro Romano é palco para a produção criativa de 36 artistas que habitam, nasceram ou trabalham no território envolvente deste núcleo do Museu.

Do altar para a rua
Santo António na cerâmica de Delfim Manuel
O ceramista Delfim Manuel criou 13 peças dedicadas a Santo António exclusivamente para a exposição Do altar para a rua. Santo António na cerâmica de Delfim Manuel, que abre a 18 de junho no Museu de Lisboa – Santo António.

Para além destes trabalhos inéditos do artista de Rebordões (Santo Tirso), esta será também uma oportunidade para revisitar os quase 30 anos de carreira deste ceramista que nos últimos 25 anos criou, anualmente, uma imagem única de Santo António que produz em pequenas séries numeradas.

Artistas em cena no Teatro Romano
Celebrando o património humano do território em que o teatro romano se encontra, a nova exposição temporária do Museu de Lisboa – Teatro Romano apresenta, a partir de dia 29 de junho, obras de 36 artistas que aqui trabalham, habitam, habitaram ou nasceram.
Resultado de um processo colaborativo com uma comunidade de artistas, Artistas em cena no Teatro Romano reúne obras de artes plásticas, música, ourivesaria, fotografia, pintura, cerâmica, ilustração, teatro, prosa e poesia, resgatando o génio criativo deste lugar ancestral, o palco mais antigo de Portugal.
Mais do que a riqueza arqueológica e patrimonial deste espaço onde se encontra alicerçado o monumento, a exposição destaca o valor humano dos vivem (ou viveram) e animam (ou animaram) a zona compreendida entre a Rua de São Julião e a Rua da Saudade.
Artistas representados nesta exposição: Alexandre O’Neill, Alexandre Delgado O’Neill, António Jorge Gonçalves, António Gedeão, Ary dos Santos, Augusto Rosa, Cátia Pessoa, Cláudia Chaves, Constança Pinto Gonçalves, Fernanda Fragateiro, Fernando Calhau, Henrique Pavão, Inês Simões, João Cristino da Silva, João Pimentel, Joana Passos, José Faria, Marco Guimarães, Marta Araújo, Marta Mateus, Menez, Nininha Guimarães, Nuno Cera, Nuno Saraiva, Paula Delaclave, Pedro de Castro, Pedro Reis Gomes, Pierre Pratt, Ronaldo Bonachi, Rui Moreira, Rui Sanches, Rute Reimão, Sara Domingos, Teresa Pavão, Tomaz Hipólito
Fonte: Museu de Lisboa

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar