Légua, filme realizado por Filipa Reis e João Miller Guerra

1560 views

Légua, a mais recente longa-metragem realizada por Filipa Reis e João Miller Guerra, vai ter a sua estreia mundial na 55ª Quinzaine des Cinéastes do Festival de Cannes, que decorrerá de 17 a 26 de Maio.

O filme conta com Carla Maciel, Fátima Soares e Vitória Nogueira da Silva nos papéis principais.

É produzido pela Uma Pedra no Sapato, em co-produção com Laranja Azul (Portugal), KG Productions (França) e Stayblack Productions (Itália), Légua é o novo filme realizado por esta dupla depois de Djon África, seleccionado em 2018 para a Competição Hivos Tiger do festival de Roterdão.

A acção de Légua decorre numa antiga casa senhorial situada no norte de Portugal. Ali, Ana ajuda a sua amiga Emília, a velha governanta determinada em cuidar do casarão desocupado pelos donos que nunca lá vão. Acompanhando a mudança das estações, Mónica, filha de Ana, desafia as escolhas da sua mãe e estas três gerações de mulheres procuram compreender o seu lugar num mundo que se desvanece, onde o ciclo da vida apenas se renova a partir de finais inevitáveis.

Este é também o regresso da produtora Uma Pedra no Sapato ao Festival de Cannes, depois da estreia mundial, na Quinzena dos Cineastas, de Diários de Otsoga, de Maureen Fazendeiro e Miguel Gomes (co-produção Uma Pedra no Sapato/O Som e a Fúria), em 2021, e de Dia de Festa, de Sofia Bost, na Semana da Crítica, em 2019, e o regresso de Filipa Reis e de João Miller Guerra aos festivais internacionais enquanto realizadores, depois de apresentarem, em 2018, Djon África, em Roterdão.

Nota: antes do festival  de Cannes será marcado um visionamento de imprensa em Lisboa a anunciar nos próximos dias.
Légua – Ficha técnica
Realizado por: Filipa Reis, João Miller Guerra
Elenco: Carla Maciel, Fátima Soares, Vitória Nogueira da Silva, Sara Machado, Paulo Calatré, Manuel Mozos
Produzido por: Rachel Daisy Ellis, Filipa Reis – Uma Pedra no Sapato (PT)
Co-produzido por: Catarina Mourão – Laranja Azul (Portugal), Alexandre Gavras – KG Productions (França), Jon Coplon – Stayblack (Itália)
Escrito por: João Miller Guerra, Filipa Reis, Sara Morais, José Filipe Costa, Letícia Simões
Assistente de realização: Emídio Miguel
Preparação de elenco: Kleider Luciano Risso
Direcção de produção: Joana Vaz da Silva
Direcção de som: Benoît Guérineau
Edição de som: Benoît Gargonne
Misturas: Johann Nallet
Figurinista: Susana Abreu
Maquilhagem e cabelos: Maria Almeida Nani
Design de produção: Marco Ascanio Viarigi
Direcção de fotografia: Vasco Viana
Montagem: Luísa Homem
Colorista: Alessandro Pelliccia
Música: Ricardo Jacinto, Hypogeo
Sobre Filipa Reis
Filipa Reis (Lisboa, 1977) realizou vários documentários em conjunto com João Miller Guerra. “Djon África”, a sua primeira longa-metragem de ficção, estreou na competição do Festival de Cinema de Roterdão. “Légua” é a sua segunda longa-metragem de ficção. Em 2008, fundou a produtora independente Uma Pedra no Sapato.
Sobre João Miller Guerra
João Miller Guerra (Lisboa, 1974) realizou vários documentários em conjunto com Filipa Reis. “Djon África”, a sua primeira longa-metragem de ficção, estreou na competição do Festival de Cinema de Roterdão. “Légua” é a sua segunda longa-metragem de ficção.
Sobre Uma Pedra no Sapato
Um Pedra no Sapato é uma produtora independente baseada em Lisboa, fundada em 2008 pela realizadora Filipa Reis. Investe em fortes relações com realizadores e num pequeno número de filmes por ano (ficção e documentário), para que cada projecto receba a sua merecida atenção e tempo, tornando o processo de produção muito rico de um ponto de vista criativo. O objectivo é fazer com que os filmes se tornem parte da história do cinema português com impacto universal além-fronteiras e culturas.
Os filmes produzidos pela Uma Pedra No Sapato foram selecionados para os festivais de Cannes, Berlim (Golden Bear Berlinale Shorts 2016), Veneza, Roterdão (Ammodo Tiger Award 2023), Locarno e San Sebastian, entre muitos outros. Actualmente encontra-se a desenvolver e produzir os novos projetos de longa-metragem de ficção de realizadores conceituados como Miguel Gomes, Margarida Cardoso, Paulo Abreu, José Filipe Costa, Pedro Pinho, Filipa Reis, João Miller Guerra e Leonor Teles e dos talentos emergentes Maureen Fazendeiro, Sofia Bost e Duarte Coimbra. Produz ainda curtas-metragens, documentários e séries documentais e de ficção para a televisão através da Vende-se Filmes.

Fonte:

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar