Fundação GDA lança podcast sobre acesso dos artistas a fundos europeus

77 views
O podcast sobre fundos europeus, arte, cultura e criatividade vai debater modos eficientes de obter financiamento “de forma leve e informal”. Francisco Cipriano, especialista para os fundos europeus, conduz conversas com responsáveis de projetos culturais que vão contar como conseguiram verbas para o seu projeto. “A partilha de experiência de quem já conseguiu financiamento irá incentivar mais organizações culturais a apresentarem candidaturas”, afirma Mário Carneiro.
A Fundação GDA vai lançar a 19 de setembro um podcast para divulgar as possibilidades de acesso dos artistas portugueses, através de organizações culturais, a verbas europeias de apoio aos seus projetos. Com o título “Isto Não é
Mais Um Podcast – Fundos Europeus, Arte, Cultura e Criatividade”, os 12 episódios deste podcast reunirão testemunhos de profissionais do setor culturalcom projetos europeus aprovados. Estes vão contar como se candidataram e como conseguiram o financiamento para os seus projetos que incluem digressões, espetáculos, iniciativas sociais, equipamentos, ações de formação, etc. O podcast
estará disponível no site da Fundação GDA, nas suas redes sociais e nas plataformas de streaming.
A GDA – Gestão dos Direitos dos Artistas é a entidade que em Portugal gere os direitos de propriedade intelectual de músicos, atores e bailarinos. A Fundação GDA é o seu instrumento para valorizar o trabalho dos artistas e
promover o seu desenvolvimento humano e cultural e a sua proteção social. Os podcasts com os diferentes convidados serão conduzidos por Francisco Cipriano, especialista para a área dos fundos europeus que colabora com a Fundação GDA nesta matéria. “O mote das conversas será a partilha de dicas, de orientações e de sugestões, de forma leve e informal, para que artistas e responsáveis de organizações culturais possam alcançar os financiamentos desejados”, afirma Francisco Cipriano. “Vamos simplificar a explicação dos processos de candidatura, divulgar as metodologias que estão associadas aos casos de sucesso e fornecer conhecimento para detetarem oportunidades de financiamento”.
O público-alvo são associações e estruturas culturais, programadores, curadores, produtores culturais e os próprios artistas. “Queremos ser inspiradores para as organizações na forma de aceder aos fundos europeus que estão à sua disposição: aquelas que já conseguiram financiamento vão contar a sua experiência e motivar as que estão agora a dar os primeiros passos”. Para Francisco Cipriano, o importante é que a mensagem chegue à comunidade artística e que mais pessoas possam concorrer, quer a verbas europeias que são geridas em Portugal, quer a fundos que estão acessíveis diretamente em Bruxelas: “Importa fazer uma desmistificação das complexidades e das burocracias que, embora existam, são ultrapassáveis”.
“Alargar o acesso da comunidade artística à informação”
O podcast será mais um elemento de comunicação no trabalho dedicado aos fundos europeus que a Fundação GDA tem desenvolvido nos últimos anos, no qual se destaca o projeto #makethemost – Fundos Europeus para as Artes e Cultura.
“Esta nova iniciativa serve para expandir os canais de informação sobre os fundos europeus para a cultura e as formas de aceder a eles”, afirma Mário Carneiro, diretor-geral da Fundação GDA. “Vamos transportar as sessões do #makethemost para um canal digital interativo – que tem a vantagem de se poder ouvir em qualquer lado – para facilitar e alargar o acesso da comunidade artística à informação”. O responsável acredita que “a partilha de experiência de quem já conseguiu financiamento para os seus projetos irá incentivar mais organizações culturais a apresentarem candidaturas”.
A primeira série de “Isto Não é Mais Um Podcast – Fundos Europeus, Arte, Cultura e Criatividade” terá episódios de 45 minutos e vai contar com responsáveis de organizações artísticas beneficiárias de financiamento europeu, como o Coliseu do Porto, ou a Companhia de Música Teatral e com entidades nacionais com responsabilidade na gestão e divulgação de programas Europeus, como o Ponto de Contacto Nacional para o Horizonte Europa, especificamente nas áreas de Cultura e Criatividade, Sociedade Inclusiva e Segurança Civil, na Agência Nacional de Inovação (ANI) e o Centro de Informação Europa Criativa, vertente cultura.
Para além das ações de comunicação e de divulgação das possibilidades de acesso a fundos europeus e de um novo modelo de workshop prático sobre elaboração de projetos e candidaturas, já testado na Batalha, durante o Festival Artes à Vila, a Fundação GDA continua a proporcionar aos artistas um serviço de consultas personalizadas sobre o acesso a verbas europeias para a cultura. Nessas consultas Francisco Cipriano aconselha os candidatos a financiamento a concorrerem aos programas que são mais adequados aos seus projetos.
Fonte: LA comunicação

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar