Europa Film Fest Gratuito na Filmin

730 views

A Filmin Portugal – plataforma de streaming dedicada ao cinema europeu e de autor -, o Parlamento Europeu em Portugal e a Comissão Europeia, apresentam na semana de 15 a 21 de maio uma mostra gratuita de filmes europeus para celebrar os 70 anos do primeiro passo dado para a criação da União Europeia.

A mostra propõe uma seleção de filmes representativos da cinematografia europeia dos últimos anos. Uma programação em sinal aberto, acessível gratuitamente através do registo em www.filmin.pt

A iniciativa tem por objetivo celebrar a União Europeia como espaço comum de liberdade criativa, a Europa que apoia a sétima arte e encoraja os seus criadores, nomeadamente no âmbito do Programa Europa Criativa (https://www.europacriativa.eu/). A seleção inclui filmes vencedores e finalistas do Prémio LUX do Parlamento Europeu, assim como outras obras apoiadas pelo Programa Europa Criativa. Destaque para Deus Existe, o Seu Nome é Petrunya, de Teona Strugar Mitevska, nunca antes mostrado em Portugal.

cinema
15 maio a 21 maio 2020
foto:”Cartas da Guerra” de Ivo M. Ferreira

Programa:

Deus Existe, o Seu Nome é Petrunya
De Teona Strugar Mitevska, com Zorica Nusheva, Labina Mitevska, Stefan Vujisic
Macedónia, Bélgica, Eslovénia, França, Croácia | 2019 | 100 min | M/12


Uma peça irreverente sobre a afirmação feminina. A obra baseia-se num acontecimento ocorrido na pequena cidade de Stip: por ocasião da festa da Epifania, um padre ortodoxo arremessa uma cruz para um lago gelado, e os jovens presentes, tradicionalmente homens, mergulham com o objetivo de a apanhar. Mas em 2014, a “vencedora”, deste ritual exclusivamente masculino, foi uma mulher. Galardoado com o prémio LUX 2019.

Toni Erdman
De Maren Ade, com Sandra Hüller, Peter Simonischek, Michael Wittenborn
Alemanha, Áustria, Roménia  | 2016 | 162 min | M/12


Um pai irritante – do qual a filha, uma mulher de negócios, se envergonha – faz tudo para a ajudar a encontrar um sentido para a vida, recorrendo à invenção de um personagem: o engraçado Toni Erdmann… Comédia dotada de extrema sensibilidade, dualmente irrisória e humana. Grande vencedor dos European Film Awards, contou também com duas nomeações a Melhor Filme Estrangeiro nos Globos de Ouro e Óscares.

Mustang
De Deniz Gamze Ergüven, com Günes Sensoy, Doga Zeynep Doguslu, Tugba Sunguroglu
França, Turquia, Alemanha | 2015 | 97 min | M/12


Apelidado de As Virgens Suícidas turco, conta a história de cinco irmãs órfãs contra o mundo. Numa aldeia no norte da Turquia, Lale e as suas quatro irmãs terminam as aulas e divertem-se na praia com colegas de escola. Mas o seu comportamento, apesar de inocente, provoca um escândalo de consequências inesperadas. A casa da família transforma-se lentamente numa prisão, a escola é substituída por aulas de tarefas domésticas e de culinária, e os seus casamentos começam a ser arranjados. Considerado um dos filmes do ano em 2015, ao qual foram atribuídos inúmeros prémios e nomeações.

Ida
De Paweł Pawlikowski, com Agata Kulesza, Agata Trzebuchowska, Joanna Kulig
Polónia, Dinamarca | 2013 | 80 min | M/14

Um inesquecível ensaio a preto e branco sobre uma jovem judia na Polónia, em 1962. Anna é uma bonita jovem de 18 anos que irá em breve celebrar os votos definitivos para se tornar freira no convento onde vive desde que ficou órfã em criança. A madre obriga-a a conhecer antes da celebração dos votos a única familiar viva, a tia Wanda. Anna descobre que é judia e que o seu verdadeiro nome é Ida. Esta revelação leva-a a dar início a uma jornada para desvendar as suas raízes e confrontar a verdade sobre a sua família. Vencedor do título de Melhor Filme Estrangeiro de 2013 em várias cerimónias, entre as quais, Óscares, Prémios Goya e BAFTA.

Ciclo Interrompido
De Felix Van Groeningen, com Veerle Baetens, Johan Heldenbergh, Nell Cattrysse
Bélgica, Holanda | 2012 | 111 min | M/16


A história de amor entre Elise e Didier. Ela tem a sua própria loja de tatuagens, ele toca banjo numa banda. É amor «à primeira vista» apesar das grandes diferenças. A sua felicidade completa-se com o nascimento de Maybelle. Infelizmente, Maybelle, aos seis anos de idade, adoece gravemente. Didier e Elise reagem de forma muito diferente mas Maybelle não lhes irá deixar escolha. Didier e Elise terão que lutar juntos por ela. Indicado para o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro e vencedor nos Prémios César e LUX.

O Fanstasma da Sicília
De Fabio Grassadonia, Antonio Piazza, com Julia Jedlikowska, Gaetano Fernandez, Corinne Musallari
Itália | 2017 | 126 min | M/14


Um conto inexplicavelmente encantado, onde o primeiro amor e o buraco negro que é a máfia italiana se entrelaçam. Numa pequena vila siciliana, Giuseppe, de 13 anos, desaparece. Luna, colega de classe e apaixonada por ele, recusa-se a aceitar o seu misterioso desaparecimento. Para encontrá-lo, está disposta a ir até ao mundo sombrio que o engoliu. Só o seu amor indestrutível será capaz de o trazer de volta. O filme abriu o Festival de Cannes, em 2017.

Cartas da Guerra
De Ivo M. Ferreira, com Miguel Nunes, Margarida Vila-Nova, Ricardo Pereira
Portugal | 2016 | 105 min | M/14


1971. António vê a sua vida brutalmente interrompida quando é incorporado no exército português, para servir como médico numa das piores zonas da guerra colonial – o Leste de Angola. Longe de tudo que ama, escreve cartas à mulher à medida que se afunda num cenário de crescente violência. Enquanto percorre diversos aquartelamentos, apaixona-se por África e amadurece politicamente. A seu lado, uma geração desespera pelo regresso. Na incerteza dos acontecimentos de guerra, apenas as cartas o podem fazer sobreviver.

Mediterrânea
De Jonas Carpignano, com Koudous Seihon, Alassane Sy, Pio Amato
Itália, França, EUA | 2015 | 107 min | M/12


Dois homens, uma perigosa viagem de África para Itália: um olhar chocante sobre a luta entre a vida e a morte dos refugiados. Esta primeira obra de Jonas Carpignano é a história de dois jovens de Burkina Faso, Ayiva e Abas que, em busca de uma vida melhor, fazem a difícil e arriscada travessia do deserto do Sahara e Mar Mediterrâneo para chegar a Itália. Estreou na Semana da Crítica do Festival de Cannes e foi finalista do Prémio Lux de Cinema Europeu, em 2015.

Ads

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar