ROZÈS FAZ APRESENTAÇÃO EXCLUSIVA DO NOVO CHAMPAGNE POMMERY, O APANAGE 1874

123 views

O novo Champagne Pommery Apanage 1874, um Cuvée Especial, que marca uma nova entrada do grupo Vranken-Pommery no mercado nacional foi, oficialmente, desvendado esta semana, num evento privado promovido pela Rozès, representante da marca em Portugal. António Saraiva, CEO da Rozès, fez a apresentação deste produto icónico que afirma a “excelência da produção da Pommery, utilizando vinhos de colheitas mais antigas, em particular da reserva perpétua da empresa”. Cada garrafa deste champagne chega ao mercado pelo PVP de 75 euros. Destaque, ainda, para as novas colheitas apresentadas pela Rozès: Terras do Grifo Essência Branco 2023, Terras do Grifo Reserva Branco 2022, Terras do Grifo Branco 2023, Terras do Grifo Rosé 2023 e Terras do Grifo Tinto 2021. Cinco vinhos para reforçar a oferta no mercado e ajudar a superar os cerca de nove milhões de euros, em volume total de vendas, registados no ano passado.

De acordo com António Saraiva, “2024 está a ser um ano desafiante”. Mas, apesar das adversidades que o setor enfrenta, “a perspetiva é de crescimento face ao último ano, ainda que de forma moderada”. No caso concreto da Pommery em Portugal, o CEO da Rozès explica que 2023 foi um “ano de consolidação da marca”, mantendo-a presente em locais estratégicos, como restaurantes e garrafeiras, e, por outro, assegurando que esta seria a escolha de mais consumidores portugueses.

Os resultados espelharam a realidade procurada, com a Pommery a representar mais de 50% do volume das marcas de Champagne do grupo Vranken-Pommery em Portugal. “Conseguimos ultrapassar as 17 mil unidades vendidas no mercado nacional”, adianta o responsável.

Em termos geográficos, Algarve e Madeira são, atualmente, as zonas onde se regista maior consumo da marca, ainda que as regiões Norte e Sul, em particular Lisboa, comecem a demonstrar “fortes capacidades de crescimento”. O objetivo é continuar esta expansão no mercado nacional, assegurando uma presença cada vez mais significativa na restauração e hotelaria.

As novas colheitas da Rozès

Três brancos, um tinto e um rosé: eis as cinco novidades Terras do Grifo Douro, com assinatura dos enólogos Manuel Henrique Silva, Luciano Madureira e Jorgina Quintela, que prometem conquistar os enófilos. Do Terras do Grifo Essência Branco 2023, um vinho originário das castas Códega do Larinho, Rabigato e Gouveio Real, com um “perfil peculiar de concentração e intensidade aromática com predominância de frutas exóticas e flores brancas”, chegam ao mercado 2500 garrafas, de 1,5lts, e um PVP de 38 euros.

Já do Terras do Grifo Reserva Branco 2022, há oito mil unidades disponíveis, com um PVP de 16 euros. Em causa está um vinho branco “com carácter”, das castas Rabigato, Códega do Larinho, Verdelho e Gouveio Real, capaz de evoluir de forma excelente em garrafa”. A mineralidade é uma das principais qualidades desta referência, com aromas bem definidos.

O último branco apresentado, o Terras do Grifo Branco 2023, de castas Gouveio Real, Códega do Larinho, Rabigato e Folgasão, apresenta também um perfil floral e aromático, com uma boa estrutura de boca e uma “surpreendente salinidade”. Há 20 mil unidades disponíveis, com um PVP de 8,50 euros.

No Terras do Grifo Tinto 2021, destaque, por sua vez, para o seu “perfil elegante”, com aromas finos de frutos vermelhos e notas de madeira bem integrada, oriundo das castas Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinto Cão e Sousão.

Terras do Grifo Rosé 2023 mostra, por sua vez, todo o seu carácter duriense [Touriga Franca e Touriga Nacional], apresentando-se com uma boa acidez, estrutura e componente mineral equilibrada. Cada uma destas referências, respetivamente, com 40 e 6 mil unidades disponíveis, tem um PVP de 8,50 euros.

Sobre a Rozès

Em 1855, Ostende ROZÈS, então negociante de vinhos finos em Bordéus, fundou a Casa ROZÈS conseguindo rapidamente a reputação dos Vinhos do Porto da Casa raças à sua qualidade. O seu filho Edmond ROZÈS, contribuiu de forma decisiva para o desenvolvimento da empresa, ao criar a marca “Porto ROZÈS” e ao utilizar uma garrafa à “antiga Portuguesa” que permitia identificar simultaneamente a marca e o Vinho do Porto. Já instalada em Vila Nova de Gaia, de onde exportava os seus vinhos para todo o mundo, a ROZÈS prossegue o seu desenvolvimento e reforça, ao longo dos tempos, um renome que assenta numa preocupação permanente com a qualidade.

A ROZÈS integra o grupo de Champagne VRANKEN POMMERY MONOPOLE, tendo como atividade a produção e comercialização de vinhos do Porto sob as marcas ROZÈS, SÃO PEDRO DAS ÁGUIAS e QUINTA DO GRIFO, e do Douro sob a marca TERRAS DO GRIFO, bem como a distribuição dos champagnes do grupo POMMERY. O seu património inclui as suas vinhas (9 quintas) na Região Demarcada do Douro e as caves de envelhecimento no centro histórico de Vila Nova de Gaia.

 

Fonte: s3ms.pt

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar