Quinta de Lemos premiada com 5 medalhas no concurso International Wine Challenge

4551 views

A Quinta de Lemos, no Dão, foi distinguida com 5 medalhas no International Wine Challenge (IWC), um dos concursos de vinho mais importantes no panorama internacional. Os vinhos Dona Paulette 2017 e o Touriga Nacional 2009 arrecadaram Medalhas de Ouro, e os vinhos Touriga Nacional 2007, Dona Georgina 2009 e Dona Santana 2005 foram distinguidos com medalhas de prata.

O enólogo Hugo Chaves, à frente do projecto Quinta de Lemos desde a fundação, não podia estar mais orgulhoso dos 95 pontos arrecadados pelo branco Dona Paulette 2017 e pelo tinto Touriga Nacional 2009, na categoria de Ouro. Nas notas de prova do júri, é destacada a “incrível mineralidade” do Dona Paulette, “o aroma a madressilva, a acidez impressionante e o final de boca marcado por um toque de ananás maduro”. Sobre o Touriga Nacional, os provadores destacam “o aroma a groselha negra e ameixa, o perfume fabuloso, e as notas frescas de violeta”.

Nas medalhas de prata, o Touriga Nacional 2007 da Quinta de Lemos conquistou 92 pontos, o Dona Georgina 2009 arrecadou 91 pontos, e o Dona Santana 2005 somou 90 pontos – todas pontuações muito interessantes.

 “Naturalmente que estas distinções ao mais alto nível internacional nos enchem de orgulho”, afirma Hugo Chaves, o enólogo da Quinta de Lemos. “Estas medalhas são fruto de todo o trabalho contido nas garrafas de vinho da Quinta de Lemos, que começa logo na vinha, e que repousa durante anos na adega para poder atingir um maior esplendor. São esperas que dão bons frutos. Nesse sentido, estas medalhas são também de Celso de Lemos, o fundador da Quinta de Lemos, que acreditou sempre na nossa visão para os vinhos desta quinta do Dão”. Estes prémios internacionais para os vinhos da Quinta de Lemos são motivo de orgulho para todo o sector vínico português, ajudando a elevar a sua imagem no mundo.

Sobre os vinhos Quinta de Lemos

Os vinhos Quinta de Lemos reflectem as características do Dão elevadas ao seu expoente máximo. Símbolo da nova geração de produtores desta região, apresenta vinhos aspiracionais que começaram com o sonho de Celso de Lemos de criar um vinho excepcional, em meados da década de 1990, quando adquiriu a quinta. O enólogo Hugo Chaves juntou-se ao projecto desde a génese.

Desde que o primeiro vinho foi lançado no mercado em 2010, a qualidade dos vinhos Quinta de Lemos tem sido alvo das principais distinções a nível nacional e internacional. Robert Parker, o crítico da área mais reconhecido internacionalmente, pontuou dois vinhos da colheita de 2011 da Quinta de Lemos, o Dona Georgina e o Touriga Nacional, com 94 pontos, feito que poucos produtores no mundo se podem orgulhar. Por outro lado, a Quinta de Lemos é um dos únicos produtores que todos os anos cria vinhos monovarietais, que exibem as características individuais de quatro castas autóctones da região (Alfrocheiro, Jaen, Touriga Nacional e Tinta Roriz), trabalhando-as de forma especial. Apenas 25% das uvas retiradas das vinhas são utilizadas para a produção de todos os vinhos, que respeitam os padrões de alta qualidade requeridos pela família de Lemos. Além dos vinhos monocasta, a marca produz todos os anos blends, elaborados a partir de castas autóctones da região, que homenageiam as figuras femininas da família (Dona Georgina, Dona Santana, Dona Louise, Dona Paulette, Geraldine, Nélita).

Fonte: ChefsAgency

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar