«Os Caranguejos de Istambul»

143 views

De 6 a 8 e de 13 a 15 de junho, no Auditório Municipal

Teatro da Terra apresenta a peça «Os Caranguejos de Istambul»

«Os Caranguejos de Istambul» é o nome da peça que o Teatro da Terra vai levar à cena no Auditório Municipal do Fórum Cultural do Seixal, nos próximos dias 6, 7, 8, 13, 14 e 15 de junho (de quinta-feira a sábado), sempre com início às 21.30 horas. O espetáculo, para maiores de 16 anos, é produzido pelo dramaturgo António Cabrita e encenado por Maria João Luís. Cinquenta anos depois do 25 de Abril de 1974, esta é uma comédia social que retrata o corpo-a-corpo de uma geração com as suas expectativas políticas.

 

Paulo Silva, presidente da Câmara Municipal do Seixal, sublinha que «esta peça teatral surge com a oportunidade dos festejos da passagem de meio século sobre a Revolução de Abril. Fala-nos das repercussões da descolonização e dos problemas das gerações de colonizadores e dos seus descendentes em se adaptarem, nesse tempo, à nova realidade social e política, quer nos países descolonizados, quer na metrópole que se encontrava em constante mudança».

 

A peça fala-nos de «Artur e Vítor, nascidos em África e filhos de colonos, ambos jovens revolucionários aquando da descolonização e que resolveram embarcar no espírito do tempo, romper com as famílias e ficar no país novo, contribuindo para a mudança do mundo. Tarefa a que se entregaram durante décadas, tendo constituído famílias mestiças. Agora, estão na idade madura, o cenário geopolítico mudou completamente as perspetivas e grande parte dos frutos que caíram da árvore apodreceram no chão. Na idade do balanço, receiam concluir que o mundo é que os mudou e que a globalização desmantelou todos os valores em que acreditavam. Mas quem traiu o quê, se as ilusões eram de todos? Resolvem então encenar uma peça que adapte Gil Vicente à realidade política que os envolve».

 

Nesta história, «a morte de um rapper, que era um ídolo popular e um cantor de intervenção, precipita tudo. A desnecessária violência da polícia contra a multidão que se amontoava no velório do músico repercute-se no seio das famílias de Vítor e Artur. O filho de Artur, jovem de sangue na guelra que luta pela justiça, embrulha-se na briga e vê-se metido num sarilho de coloração política. E as suas mulheres resolvem abandonar os seus países de origem e mudar de continente. Chegou de novo a hora de Vítor e Artur terem de decidir a que lugar pertencem. E regressar ao quê, se os vínculos que os fizeram acreditar numa ideia de futuro mais equitativa parecem ter-se esfumado? Fazem a peça de Gil Vicente ou abandonam tudo e o trabalho de uma vida?».

 

O ingresso tem o valor de 10 euros, com desconto de 50% para jovens até 25 anos, reformados, munícipes, trabalhadores das autarquias do Seixal, profissionais do espetáculo e para Teatro da Terra, em bilhetes adquiridos na bilheteira do Fórum Cultural do Seixal.

 

Fonte: cm-seixal.pt

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar