BENJAMIN CLEMENTINE CONFIRMADO NA 16ª EDIÇÃO DO NOS ALIVE

283 views

Benjamin Clementine é a mais recente confirmação para o Palco Heineken, no dia 11 de julho do NOS Alive’24, no mesmo dia de The Smashing Pumpkins. O artista inglês junta-se ao cartaz da 16ª edição do festival que já tem anunciados nomes como Dua Lipa, Khruangbin e os já mencionados The Smashing Pumpkins.

Os bilhetes estão disponíveis nos locais habituais e em nosalive.com. O Fã Pack FNAC NOS Alive’24, pack exclusivo feito a pensar nos fãs do festival também já se encontra à venda nas lojas FNAC e em fnac.pt.

Benjamin Clementine, vencedor do Mercury Prize, traz o seu último álbum, And I Have Been, na bagagem. Este seu trabalho explora a rica tapeçaria da vida, abordando temas como amor, perda, casamento, filhos e depressão, ao mesmo tempo que reflete sobre a mudança na autoconsciência ao longo do tempo. O álbum foi inteiramente escrito, interpretado e produzido por Clementine, que descreveu o processo como um equilíbrio entre precisão impecável e a necessidade de imperfeições humanas.

Benjamin diz: “And I Have Been foi concebido durante a Covid. Como todos, eu também fui confrontado com muitas lições, complicações e epifanias relacionadas a partilhar o meu caminho com alguém especial. ‘Part One’ está apenas a preparar o início, é a ponta do iceberg que prepara o terreno para a ‘Part Two’, que explora mais a fundo.”

And I Have Been demonstra a abordagem experimental e vanguardista de Clementine, combinando estilo, elegância e poesia. O músico, que também fez a sua estreia como ator no filme ‘Dune’, busca a perfeição num equilíbrio delicado entre as suas influências e o toque humano, proporcionando aos ouvintes uma experiência musical única e reflexiva.

O álbum foi lançado juntamente com o seu single principal ‘Genesis’. O registo mais agudo da voz de Benjamin explora nuances da identidade cultural, enquanto um ritmo embriagado, com uma sensação de enjoo, complementa letras que falam sobre viajar de forma nómada sem destino em mente.

Acrescenta: “‘Genesis’ é uma música sobre a negação constante das minhas raízes. Mas como sempre, não importa o que façamos no novo mundo, o nosso velho mundo está enterrado no nosso subconsciente. Encontrei-me numa relação de amor e ódio com as minhas raízes. Estou preso na liberdade.”

O primeiro dia do NOS Alive’24 fica então marcado com o concerto do artista inglês no Palco Heineken.

 

Fonte: everythingisnew.pt

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar