Teresa Segurado Pavão e João Cutileiro – Às vezes ponho-me a olhar para uma pedra

179 views

Para além de um nome incontornável da escultura contemporânea, João Cutileiro foi um aliado incondicional do Museu Nacional de Arte Antiga.

No segundo aniversário do seu desaparecimento, o MNAA evoca a sua memória expondo obras contemporâneas de Teresa Segurado Pavão, artista que reutiliza fragmentos de pedra doados pelo escultor.

(…) A exposição teve como início o desejo de Teresa Segurado Pavão prestar homenagem a João Cutileiro. Uma homenagem ao artista e ao amigo que tanto admirava. Teresa Segurado Pavão visitava frequentemente o atelier de Cutileiro, e da mesma forma como este se maravilhava com os restos das esculturas de Michelangelo, Segurado Pavão fascinava-se com os excedentes das obras de Cutileiro.(…)

Esta é uma exposição sobre fragmento, memória e escultura. Talvez mais do que uma simples exposição, é um projeto de afetos e de homenagens.

Filipa Oliveira

Terça a domingo, das 10h às 18h

Ficha técnica:

Curadoria de Filipa Oliveira

artes
Até 26 março 2023
vários horários
Museu Nacional de Arte Antiga
Fonte: AgendaLx

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar