NABOS GUISADOS

893 views
Lembro-me que a minha mãe, certamente porque o orçamento não era como o elástico, quando fazia bifes para os seis filhos, cozinhava, para ela e para o nosso pai, nabos guisados, uma confecção de que nem eu nem nenhum dos meus irmãos gostávamos.
Nessa altura detestava, hoje adoro e faço muitas vezes. Estou cada vez mais vegetariano, o que não me impede de comer uns pezinhos de coentrada, um bom assado (com a perna do borrego) ou um farto cozido à portuguesa, recheado de saborosas enchidos.
Ontem, ao sabor do que tinha em casa e em lume brando, cobri o fundo do tacho com uns fios de azeite, juntei 6 dentes de alho fatiados, uma malagueta de piripiri (olho de pássaro) e uma boa porção de caules de coentros picados.
Passados uns 6 a 7 minutos, juntei uma cebola, cortadas às meias rodelas, um gomo de pimento vermelho, cortado em pequenas tirinhas, e deixei cozinhar até a cebola ficar bem amolecida. De seguida. refresquei com uma golada de vinho branco de Borba e deixei evaporar o álcool.
Por fim, juntei 3 boas cabeças de nabo fatiadas em quartos de rodela, abri um espaço, a meio, onde introduzi aí um molho de coentros atado com uma linha, tapei e deixei cozinhar.
Concluída a cozedura, e porque tinha à mão brócolos e ovos cozidos, piquei tudo e juntei ao cozinhado.

António Galopim de Carvalho

 

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar