Leituras Encenadas de Teatro Brasileiro

271 views

No ano do bicentenário da independência do Brasil, o Teatro Nacional D. Maria II e a Embaixada do Brasil organizam um ciclo de leituras encenadas composto por quatro peças de quatro importantes autores da língua portuguesa, que “contribuíram para a riqueza do teatro brasileiro, moldando a cultura do país”: Nelson Rodrigues, Ariano Suassuna, Newton Moreno e Leilah Assumpção.

A primeira leitura é dirigida pela encenadora brasileira residente em Portugal Keli Freitas, e trata-se de um dos mais importantes textos da dramaturgia brasileira: Um Beijo no Asfalto (dia 1), uma tragédia carioca em três atos assinada por Nelson Rodrigues, e originalmente estreada em 1961, com Fernanda Montenegro no elenco.

Dirigida por Carla Bolito, a segunda peça do ciclo é Auto da Compadecida (8 de outubro), escrita por Ariano Suassuna na década de 1950 e que, para muitos, contribuiu para uma mudança profunda no teatro brasileiro, pelo modo como ligou a tradição popular à modernidade.

A 15 de outubro, Álvaro Correia dirige um dos maiores sucessos dos últimos anos no teatro brasileiro, Agreste, obra que revelou já neste século o autor pernambucano Newton Moreno.

A encerrar o ciclo, sob direção de Pedro Penim, Paula Mora abraça o papel de Mariazinha, que em 1969 a atriz Marília Pera celebrizou na premiada peça de Leilah Assumpção Fala baixo senão eu grito.

Quatro oportunidades raras para redescobrir uma dramaturgia rica e vibrante que é, muito provavelmente, praticamente desconhecida para o público português. FB


PROGRAMA

1 outubro
O Beijo no Asfalto
de Nelson Rodrigues
direção Keli Freitas

com Diogo Liberano, João Grosso, José Neves, Lara Mesquita, Manuel Coelho, Nina Morena e Paula Mora

8 outubro
Auto da Compadecida
de Ariano Suassuna
direção Carla Bolito

com Anabela Brígida, Francisco Vistas, João Barbosa, João Grosso, Joãozinho da Costa, José Neves, Manuel Coelho e Paula Mora

15 outubro
Agreste
de Newton Moreno
direção Álvaro Correia

com João Grosso e José Neves

22 outubro
Fala baixo senão eu grito
de Leilah Assumpção
direção Pedro Penim

com José Neves e Paula Mora

Entrada livre sujeita à lotação disponível.

As leituras decorrem no Salão Nobre.

literatura, teatro
1 outubro a 22 outubro 2022
sáb: 16h
Teatro Nacional D. Maria II
Créditos: Agendalx

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar