Exposição O Milagre do Riso. Santo António por Bordalo

708 views

O Museu de Lisboa – Santo António apresenta a exposição «O Milagre do Riso. Santo António por Bordalo», entre 24 de fevereiro e 22 de maio. Numa parceria com o Museu Bordalo Pinheiro, a mostra revela o «feliz encontro entre o artista mais divertido e o santo mais querido».

Quando se fala em Rafael Bordalo Pinheiro é inevitável pensar-se no Zé Povinho, a figura popular criada pelo caricaturista em 1879. O que muitos não sabem é que a primeira representação do Zé Povinho saiu do punho de Rafael Bordalo Pinheiro quando criou o desenho P’rá cêra de Sant’Antó, publicado a 12 de junho de 1879 n’A Lanterna Mágica, primeiro jornal satírico lançado pelo caricaturista.

Foi o início de uma longa e estreita relação entre Bordalo e Santo António, como evidencia a exposição O Milagre do Riso. Santo António por Bordalo que o Museu de Lisboa – Santo António apresenta entre 24 de fevereiro e 22 de maio de 2022, numa parceria com o Museu Bordalo Pinheiro.

«A forte presença de Santo António na obra de Bordalo Pinheiro permite-nos compreender a importância do santo na cultura portuguesa ao longo do tempo. A utilização da imagem de Santo António na crítica política confirma a sua popularidade e reconhecimento, e muitas das festas e tradições dedicadas ao Santo, que Bordalo tão bem ilustrou, chegaram até aos nossos dias», salienta Pedro Teotónio Pereira, coordenador do Museu de Lisboa – Santo António.

João Alpuim Botelho, diretor do Museu Bordalo Pinheiro, destaca o papel que Santo António teve na obra do artista: «Lisboeta nascido, no mês de junho as festas populares e a devoção ao Santo António eram um dos seus temas de eleição: inspirando-se na festa e nas tradições associadas ao culto do Santo, empenhava-se na criação de divertidas metáforas que satirizavam a vida social e política do nosso país».

«Foi um feliz encontro, este que partilhamos com o visitante, entre o artista mais divertido e o santo mais querido. Um Milagre do Riso!», assinala ainda o diretor do Museu Bordalo Pinheiro.

Organizada em três núcleos – 7.º Centenário de Santo António (1895)Os Santo Antónios da política e As Festas de Lisboa –, a exposição apresenta o Santo lisboeta sob o olhar jocoso de Rafael Bordalo Pinheiro (1846-1905), sobretudo através da sua obra gráfica, incluindo também peças de cerâmica idealizadas pelo artista e por Manuel Gustavo Bordalo Pinheiro (1867-1920) e Celso Hermínio (1871-1904).

A exposição conta ainda com uma programação paralela com oficinas, visitas e sessões de debate para famílias e para escolas.

Fonte EGEAC

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar