CARLOS MOEDAS – O comissário dos afectos

826 views

“Mesmo os mais altruístas entre nós não podem agir sozinhos.”

Tony Judt in, “Um Tratado Sobre os Nossos Actuais Descontentamentos”

“Eu sou um provinciano que foi para Lisboa e depois para a Europa. Talvez por isso me sinta tão bem num jantar em Bruxelas com o Presidente Juncker, como na Ovibeja a comer linguiça com os meus amigos.” Assim se define Carlos Moedas, Comissário Europeu para a Investigação, Ciência e Inovação, o senhor 80 mil milhões, durante o 6o Roteiro para a Ciência, que decorreu no distrito de Viseu nos passados dias 4 e 5 de Abril.

Carlos Manuel Felix Moedas nasceu em Beja, a 10 de Agosto de 1970, filho de um jornalista e de uma educadora de infância, num tempo, como dizia Mia Couto, “em que as pessoas ainda tinham corpo. E a casa tinha raiz na terra onde sujávamos as mãos e limpávamos a alma.”

Da infância e adolescência, ficaram-lhe amigos para a vida, apesar de aos 18 anos ter partido rumo a Lisboa para estudar Engenharia Civil no Instituto Superior Técnico deixando o seu Alentejo para trás. O último ano de curso, cumpriu-o em Paris, na École Nationale des Ponts et Chaussées, ao abrigo do programa ERASMUS, iniciando assim uma relação com a Europa que anos mais tarde o levaria a um dos mais ambicionados cargos europeus, o de Comissário para a Investigação, Ciência e Inovação.

Ler na íntegra aqui

Ads

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar