BRASILIA 60

1968 views

Exposição fotográfica sobre Brasília chega a Lisboa no ano em que se comemora 60 anos da capital brasileira

Mostra promovida pela Embaixada do Brasil em parceria com Casa Pau-Brasil traz 11 obras sob olhar de Lucinda Simas Magalhães, que usa as formas geométricas de locais emblemáticos de Brasília para criar novas perspectivas da capital 

Em meados dos anos 1950, o então Presidente da República do Brasil, Juscelino Kubitschek, concebeu o desafio de levar a capital do Brasil ao interior, distante de quase tudo até então desbravado, ao coração geográfico de um país continental, demonstrando a capacidade de esforço e criatividade do povo brasileiro.

Esse sonho foi coroado pelo êxito ao levantar a cidade em menos de três anos. A construção de Brasília se iniciou em abril de 1957, e sua inauguração se deu 1112 dias depois, em 21 de abril de 1960. Uma iniciativa que contou com a participação de grandes nomes das artes, da arquitetura e do design brasileiros: Oscar Niemeyer, Lucio Costa, Athos Bulcão e Burle Marx. Eles e os trabalhadores que ergueram essa cidade monumental foram os artífices do milagre pelo qual, anos mais tarde, em 7 de dezembro de 1988, Brasília foi declarada Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco, encravada ademais na Reserva da Biosfera do Cerrado.

Desde o início da sua concepção urbanística e arquitetônica, Brasília trouxe algo de novo e não apenas ganhou o perfil de desafio nacional como tomou a dimensão de fato da cultura universal. Um exercício urbanístico cujas características constituem uma referência incontornável na criação e expansão das cidades nos cinco continentes.

Além da força, Brasília também traz a beleza em sua essência. Uma verdadeira musa aos olhos de pintores e fotógrafos. Quem visita, hoje, a parte central da cidade ainda tem a impressão de estar perante um verdadeiro jardim de esculturas modernas. Ao longo dos seus 60 anos, Brasília foi mudando, mas ela mantém preservadas sua singular arquitetura e inovadora concepção urbanística. O sucesso de um centro urbano totalmente planejado, que foge dos padrões de outras metrópoles que foram evoluindo lentamente, de forma desordenada. 

As harmônicas curvas dos prédios assinados por Oscar Niemeyer dialogam com os traçados firmes e audaciosos de Lucio Costa, que deram forma à nova capital. Coube à natureza ainda presentear a cidade com um céu azul estonteante, o mar brasiliense.

Brasília também é a capital da mistura de cores, de sotaques, de temperos. Nela se faz presente um pouquinho de cada parte do Brasil. Brasília é um grande exemplo da capacidade de criação e de realização do povo brasileiro.

 

A EXPOSIÇÃO

Em BRASILIA 60, a artista Lucinda Simas Magalhães busca reapresentar a capital brasileira sob uma ótica que proporciona recriar a capital do Brasil. Como se fosse possível reprojetá-la 60 anos depois de sua inauguração e reinventar novos traços sob outras perspectivas. Nas obras de Lucinda, nasce uma nova Brasília, que somente o olhar atento de uma artista sensível e reflexiva consegue captar.    

SOCIAL

Toda a renda de eventuais vendas das obras será revertida para o projeto “Cozinha Comunitária” realizado pela “Casa Cascais”, instituição que, desde 2009,  recolhe e distribui refeições a pessoas em situação de vulnerabilidade.

 

BRASÍLIA 60

Casa Pau-Brasil

Morada: Rua da Escola Politécnica 42-46, Príncipe Real, Lisboa 

Horários de funcionamento: De segunda a sábado: das 11h às 20h

Entrada gratuita

A exposição fica em cartaz de 10 de setembro até o dia 30 de outubro de 2020

 

  

Mais informações

cultural.lisboa@itamaraty.gov.br

 

fonte: Casa Pau-Brasil

pau-brasil.com

Ads

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar