Zé Ibarra em Portugal

2005 views

Depois do sucesso de “SIM SIM SIM”, dos Bala Desejo, e do consequente triunfo nos Latin Grammy Awards, cerimónia que premiou o álbum de estreia do supergrupo brasileiro na categoria de “Melhor Álbum Pop em Português”, Zé Ibarra apresenta-se agora a solo, em Portugal.

O artista brasileiro marcou presença pela última vez em Portugal, em 2022, primeiro em nome próprio, no palco da Casa do Alentejo do SuperBock em Stock e, mais tarde, no mesmo dia, com os Bala Desejo, no Cinema São Jorge, também como parte integrante do festival que decorreu em Lisboa, num concerto que daria mote a uma tour do supergrupo por várias cidades portuguesas.

A verdade é que o músico de 26 anos se tem mostrado um confesso apreciador da música em Portugal e, mais recentemente, atuou com Tomás Wallenstein por duas vezes em solo brasileiro. No final de maio de 2023, regressará a terras lusas onde percorrerá várias salas do nosso país.

Zé Ibarra

Compositor, arranjador, multi-instrumentista e cantor. Filho de uma produtora de eventos e de um fotógrafo, ela chilena, ele brasileiro da Bahia, Zé Ibarra cresceu num ambiente musical. Aos dois anos, pedia para a avó para ouvir “a música do rio”.

Aos quatro, pediu o álbum “Elis & Tom” de presente. Um pouco mais tarde, ganhou a coleção “Os maiores sucessos do mundo”, com CDs de coletâneas de Chic, Earth, Wind & Fire, Marvin Gaye, Michael Jackson e outros nomes da música afro-americana. Aos seis anos começou a estudar bateria, depois passou para o piano.

A partir do trabalho com a Banda Dônica – que se formou quando Ibarra conheceu Tom Veloso, filho de Caetano, na escola –  começou a profissionalizar-se na música.

Fonte: Lazarus agency

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar