UMA HISTÓRIA CHAMADA LISBOA

389 views

Lisboa é a protagonista de oito performances com narrativas históricas e ficcionais que começam a 7 e 8 de novembro e que terão como palco três núcleos do Museu de Lisboa.

Entre novembro e junho de 2021, todos os meses, a atriz e narradora Ana Sofia Paiva e o cantor e compositor Marco Oliveira propõem um percurso de histórias e lendas com narração e leitura de contos populares, histórias de vida, trechos, poemas e factos do ideário lisboeta, com interferências musicais ligadas às raízes da canção urbana e ao ambiente sonoro do quotidiano da cidade. Cada capítulo apresenta um tempo histórico da cidade, um imaginário.

Por Ana Sofia Paiva e Marco Oliveira

7 e 8 de novembro, 16h30, Museu de Lisboa – Teatro Romano

Tejo: O Tesouro de Ophiussa

5 e 6 de dezembro, 16h30, Museu de Lisboa – Teatro Romano

No Tempo das Musas

9 e 10 de janeiro, 16h30, Museu de Lisboa – Santo António

Sant’Antoninho, menino de Lisboa

6 e 7 de fevereiro, 16h30, Museu de Lisboa – Palácio Pimenta

Ganga e as pedrinhas da calçada

6 e 7 de março, 16h30, Museu de Lisboa – Palácio Pimenta

Mocambo, meu amor

10 e 11 de abril, 16h30, Museu de Lisboa – Palácio Pimenta

Retiros do passado

8 e 9 de maio, 16h30, Museu de Lisboa – Santo António

Lisboa, minha primeira namorada

5 e 6 de junho, 16h30, Museu de Lisboa – Teatro Romano (sítio arqueológico)

Uma História chamada Lisboa

 

site Museu de Lisboa

 

Museu de Lisboa, equipamento gerido pela EGEAC, é um museu polinucleado no qual Lisboa e as suas histórias se revelam sob diferentes perspetivas.
São cinco os núcleos do Museu de Lisboa: Palácio Pimenta, Teatro Romano, Santo António, Torreão Poente e Casa dos Bicos.
Cinco espaços distintos, com valências e objetivos complementares, que partilham uma missão, uma identidade e uma nova imagem. O propósito é o de revelar Lisboa de diferentes formas, para dar a conhecer a riqueza de uma das cidades mais antigas da Europa.

Face ao contexto atual de aumento de incidência de contágio e de propagação da COVID-19, a EGEAC decidiu reduzir os horários de alguns dos seus equipamentos culturais.
A partir de dia 4 de novembro, o Museu de Lisboa passará a estar aberto ao público no seguinte horário: Palácio Pimenta, Santo António e Teatro Romano: 3.ª a 6.ª feira, das 11h às 17h, e ao fim de semana, das 10h às 18h. Casa dos Bicos: 2.ª a 6.ª feira, das 11h às 17h, e ao sábado, das 10h às 18h.

Fotografia: José Avelar Museu de Lisboa

Fonte: Museu de Lisboa

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar