Tão Úteis como os Originaes

452 views

O Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA) revela a mais significativa e completa coleção de galvanoplastias do país, adormecida do olhar do público durante mais de um século.

Com uma génese ilustre na Academia de Belas-Artes de Lisboa – ainda na segunda metade do século XIX – a sua importância tornou-se não apenas académica e pedagógica, cumprindo a sua função original, mas sobretudo histórica, ao acompanhar os primeiros passos do Museu Nacional de Belas-Artes e Arqueologia e, por consequência, a criação do futuro MNAA.

A coleção de galvanoplastias é composta por cerca de 90 exemplares que resultam essencialmente do colecionismo da Academia de Belas-Artes de Lisboa (antecessora do MNAA) no campo das artes ornamentais, em particular no quadro de três momentos concretos: 1866, 1875 e 1881-1882.

Após aproximadamente cem anos desde a transferência destes objetos das galerias do Museu para as suas reservas, pretende-se evocar os contextos de formação deste acervo e da sua importância histórica, além de promover a sua necessária revalorização.

Esta exposição fascinante, que revela um capítulo intrigante da história dos Museus, convida o público a mergulhar num mundo encantador de reproduções meticulosas e beleza intemporal.

Terça a domingo, das 10h às 18h

Visitas Orientadas: domingo do mês, 18 junho e 16 julho, às 11h30, e 1º domingo do mês, 3 setembro, 11h30.

Ficha técnica:

Comissariado por André Afonso.

artes
Até 29 outubro 2023
Museu Nacional de Arte Antiga

Fonte: AgendaLx

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar