STLYLER, ARTISTA PORTUGUÊS, RECUPEROU EDIFÍCIO EM CUBA COM ARTE URBANA

2367 views

O ARTISTA PORTUGUÊS STLYLER – JOÃO CAVALHEIRO – PINTOU OBRA DE STREET ART EM CUBA PARA RECUPERAÇÃO URBANA DE UM EDIFÍCIO DA CIDADE DE CIENFUEGOS, EM CUBA. O GRAFFITI TEVE, COMO HABITUAL EM GRANDE PARTE DOS SEUS TRABALHOS, INSPIRAÇÕES NA NATUREZA E EXPRESSÃO HUMANA.

Inspirei-me muito nas cores que vi, na envolvência, as casas, e sobretudo as cores fortes e vibrantes. O projeto já estava estipulado, mas eu acabei por adaptar o projeto no terreno, absorvendo o local. Eu tinha em mente desenhar um olho de uma criança, mas desenhei o olhar de Mauro, filho do Santiago Hermes [artista local que iniciou este projeto]. (…) O Mauro está este ano a acabar os seus estudos na escola de artes e o olhar de um jovem que está neste momento a iniciar a sua vida acaba por ser uma coisa bonita de se ver, como uma abertura muito grande para o futuro” – conta Stlyer, acrescentando que no olhar se vê realmente a rua que está na sua direção, como se fosse um reflexo em tempo real.

Esta viagem do artista português foi solidária, em parceria com a ONG Oikos através do projeto “Trazos Libres”, em implementação desde 2020, que procura o desenvolvimento local inclusivo através da cultura, da renovação sociocultural e do crescimento económico da cidade de Cienfuegos. Entre outros, com este trabalho promove-se a integração de grupos desfavorecidos; desenvolvem-se capacidades e oportunidades na comunidade, para além de se fomentar o potencial económico de bens e serviços culturais no mercado local e turístico.

A pintura de um edifício completo de duas fachadas demorou uma semana a ser concluída, sob o olhar atento da comunidade que ficou rendida ao talento de Stlyer mas também à sua generosa forma de ser, disponibilidade e partilha de conhecimento que demonstrou, especialmente com jovens artistas. “É um artista que aprendeu na rua, a fazer arte para todos, expressando o seu mundo. Ele passa a vida a sorrir para todos, a admirar o trabalho dos outros sem vê-lo abaixo do seu, algo que me parece extremamente admirável; tanto como ser humano quanto como artista. Ter aqui um ‘mundo seu’ parece-me um completo elogio a este lugar” conta Erika, estudante.

Juana Rosa, residente da casa em que Styler interveio, confessa que “a fachada era muito feia e sempre soube que com os meus recursos, não ia conseguir pintá-la. Sinto-me muito abençoada e cheia de sorte.” 

Através da arte, encontrou-se um elo forte de união e respeito, que transcende diferenças culturais. A participação do Styler insere-se no apoio à realização de murais urbanos em fachadas degradadas do bairro popular de La Gloria, como forma de reabilitação urbanística e promoção turística da zona, através da mobilização comunitária.  Até ao momento o projeto apoiou a pintura de 48 murais, mobilizando artistas locais, nacionais e internacionais.
Cienfuegos, capital de província conhecida como a “Pérola do Sul de Cuba”, está agora ainda mais bonita também com o cunho português dado pela mão de Styler que diz que o fez pelo “prazer de poder partilhar o que faço com outro país do outro lado do mundo, o que foi muito gratificante.”  

Sobre a parte mais positiva desta experiência, Styler revela que “foi não só aquilo que eu fiz, mas o que aprendi com toda a comunidade: residentes, locais e pessoas que trabalhavam na Oikos. Trataram-me muito bem. E acabei por levar uma boa parte de lá para aqui… agora ouço músicas típicas (a rumba e outros) e esta experiência está ainda presente comigo. Trago as pessoas, a música, a cultura e a vivência com as famílias e a comunidade. Nota-se que que é um povo muito unido.”  

Este projeto, feito de esforços conjuntos entre a Oikos, Câmara Municipal de Cienfuegos e Universidade de Cienfuegos, insere-se na dinâmica comunitária da iniciativa ‘Trazos Libres’ – promovida pelo artista Santiago Hermés, também parceiro da iniciativa -, com financiamento da União Europeia e do Governo Português, através do Camões I.P.

 

Fonte: oikos.pt

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar