SAMUEL ÚRIA

1058 views

“Tempo Aprazado” é a nova canção do pós-guerra a conhecer em exclusivo no YouTube de Samuel Úria

«”Não se ponha o Sol sobre a vossa ira” é um provérbio fascinante, até por ditar para a ira a mesma regra que se aplica aos mogwais (aquelas pequenas criaturas felpudas no filme “Gremlins”), já que ambos não se devem alimentar depois da meia-noite. Traduzindo para uma linguagem absurdamente actual: ira que sobrevive ao sono torna-se em agente infeccioso. É essa a visão, tão apocalíptica quanto corriqueira, da canção –  cólera transforma o envelhecimento em recrudescimento, uma morte longa em vez duma longa vida. O título foi roubado à tradução dum poema da Ingeborg Bachmann. A treva também.»

– Samuel Úria sobre “Tempo Aprazado”

“Canções do Pós-Guerra”, o aguardado longa duração de Samuel Úria, é também o seu trabalho mais maduro e directo de sempre.

Um disco em que questiona a pós-modernidade e o falhanço colectivo, de todos nós sem excepção. Pelo meio, surgem raios de luz e esperança, os possíveis finais felizes que tanto ansiamos, ancorados na certeza de que a vida continua, merece ser vivida, e de que o amor vale a pena e triunfa.

“Tempo Aprazado” é o mais recente tema do disco a ser antecipado.

Se dúvidas houvesse sobre o efeito do tempo, da passagem dos anos e das experiências de uma vida examinada, “Tempo Aprazado” esclarece-nos que depois das tempestades passadas, o negrume e a desesperança se instalam em nós, e nas relações. Curiosamente, a melancolia na canção remete-nos para uma espécie de slow de baile de finalistas de musical de liceu, pontuado por uma tensão de coro gospel. (link)

“Canções do Pós-Guerra” chega às lojas em CD e vinil na próxima semana, no dia 18 de Setembro.

fonte: Valentim de Carvalho

Ads

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar