Restituição: Ou como (começar a) reparar um mundo partido

109 views

Restituição: Ou como (começar a) reparar um mundo partido é o título de um diálogo público que decorrerá no Teatro Bairro Alto no dia 30 de setembro, pelas 18H30. A convite das investigadoras e artistas Lee Douglas e Inês Beleza Barreiras, um painel de convidadas vai debater pedidos coletivos de restituição de objetos de arte e de reconhecimento público da violência colonial.

O projeto colonial utilizou a violência, tanto aberta como encoberta, para reorganizar e controlar a vida social. A violência era exercida sobre e através de corpos, mas também sobre e através de objetos. Este diálogo público reúne investigadores, artistas e ativistas para discutir pedidos coletivos de restituição em sentido lato, debatendo tanto a devolução de objetos de arte como o reconhecimento público destas histórias de extração e violência colonial. Com base numa série de casos e experiências concretas problematizar-se-ão diferentes abordagens, interrogando os modos como têm tomado forma no Sul da Europa, onde histórias de Império e ditadura se sobrepõem. O objetivo deste encontro, que acontece no âmbito do projeto Memórias Periféricas & Mobilidades Transnacionais: Abordagens de-coloniais aos vestígios materiais e visuais do império, é olhar para a Europa do Sul como uma zona de contacto e a “(semi)periferia” como um lugar de ação política para repensar o legado colonial na Europa.

ciência
30 setembro 2022
18h30
Teatro do Bairro Alto
Fonte: AgendaLx

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar