RESTAURANTE FOGO CELEBRA 5 ANOS COM MOMENTOS DEDICADOS AOS CLIENTES

1634 views

Localizado no centro de Lisboa, na Avenida Elias Garcia, o restaurante FOGO celebra cinco anos desde que abriu as portas em 2019, nas vésperas da pandemia. Resistente, tal como o elemento que o define, o FOGO marca a faceta mais descontraída e tradicional do chef Alexandre Silva, notabilizado pelo seu trabalho no restaurante LOCO (distinguido com a Estrela Michelin), que aqui trabalha o receituário português, muito ligado às suas memórias de infância.

“O FOGO é um projeto muito especial para mim. É um ponto de encontro com a cultura gastronómica portuguesa, no centro da capital, com os sabores tradicionais do fumo e do lume. São as memórias típicas das nossas aldeias que aqui são trabalhadas, respeitando a autenticidade do produto nacional, exclusivo nos meus restaurantes, com pratos como o arroz de forno com pato assado, a raia grelhada ou a cabidela de frango do campo”, explica o chef Alexandre Silva.

Para celebrar o 5º aniversário, os clientes vão poder beneficiar de várias iniciativas, como o Cartão Fidelidade, que já nos meses de março e abril, oferece 20% de desconto ao almoço*, seja individual ou em grupo, de segunda a sexta-feira. Para o efeito, basta apresentar um cartão por mesa, o que permite flexibilidade e a transmissão do mesmo a amigos ou familiares, podendo ser usado todos os dias úteis das semanas em vigor. “A ideia é que os clientes tenham a oportunidade de celebrar connosco estes primeiros cinco anos de FOGO, usufruindo de vantagens que lhes permitam desfrutar ainda mais da nossa comida”, comenta o chef.

Com uma carta dinâmica, alterada consoante a sazonalidade dos produtos, Alexandre Silva propõe nas entradas o pão e a broa confecionados no forno a lenha; uma tábua de charcutaria de porco alentejano ou de queijos nacionais; ostra na brasa; tártaro de vaca com tutano fumado, e tostas na brasa; atum bonito, molho de amêndoa, laranja, sarraceno; bivalves na brasa; ou carabineiro grelhado.

Nos pratos principais, as sugestões são raia grelhada, batata, molho de manteiga, espinafres; polvo, batata-doce, lombarda e molho à espanhola; peixe da lota, arroz cremoso, emulsão de carabineiro; arroz de forno com pato assado; costeletão de porco preto grelhado, arroz de forno; cabidela de frango do campo; vazia alta de vaca grelhada, batata e couve grelhada; ou tomahawk de vaca maturada.

Para fechar a refeição, como sobremesa, o FOGO apresenta papo de anjo, gelado de nata; tarte de citrinos merengada; pão de ló húmido, gelado, azeite e flor de sal.

Ao longo do ano serão apresentadas outras surpresas de celebração do 5º aniversário do FOGO.

 

* Bebidas e Menu de Degustação não incluídos.

Informações úteis:
Morada: Av. Elias Garcia 57, 1000-114 Lisboa
Reservas: 21 797 00 52 | fogo.reservas@alexandresilva.pt
Horário: Terça a domingo, das 12h30 às 16h00 e das 19h00 à 01h00 (encerrado à segunda-feira)
Online
Instagram
Facebook

 

Sobre o chef Alexandre Silva:

Natural da aldeia de Abrigada, foi apenas aos 18 anos que Alexandre Silva optou pela área da gastronomia. Estudou Cozinha, Pastelaria e Gestão de F&B na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa, e Gastronomia Molecular no Instituto Superior de Agronomia, e “estreou-se” como chef-executivo do restaurante Bocca, em Lisboa. Ganhou visibilidade junto do público no programa Top Chef, da RTP, que venceu em 2012, e lhe garantiu uma temporada no restaurante El Celler de Can Roca, em Espanha. Nesse mesmo ano, mudou-se para o Alentejo, onde foi chef-executivo do Alentejo Marmóris Hotel & Spa e estreitou contacto com produtores e novos produtos do campo.

Em 2013, regressa a Lisboa com o desafio de chefiar o restaurante Bica do Sapato, um dos mais conceituados da capital. Um ano mais tarde, decide criar a sua própria empresa. Inaugurou o espaço Alexandre Silva no Time Out Market e, em 2015, decidiu dar um passo importante: abrir o restaurante LOCO, um projecto ousado e criativo, com poucos lugares (24), que se assumia como um ‘fine-dining’ disruptivo. Aí, desenvolveu um projecto interno de I&D – Investigação e Desenvolvimento, experimentando novas técnicas, novos produtos e produzindo novas criações. Oito meses após a abertura do LOCO, conquistou a 1ª estrela Michelin, que conserva até hoje. Pelo caminho, ganhou várias outras distinções, como o Garfo de Ouro do Guia Boa Cama Boa Mesa do jornal Expresso (2016), Garfo de Platina (2017) e Chef do Ano (2017), da mesma entidade.

Quando o Loco se tornou estável, sentiu ser o momento de conceber um novo projeto, o FOGO. O Fogo, que envolveu um investimento empresarial três vezes maior que o do Loco, com 60 lugares sentados, abriu portas em dezembro de 2019, escassos três meses antes de o mundo se fechar em casa. Dividido em cinco secções – forno a lenha, potes de ferro, ‘robata’ (grelhador), padaria e pastelaria, e frios/fumeiro, continua a surpreender o público.

Fonte: Chefsagency

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar