O Lixo na Minha Cabeça

294 views

Hugo van der Ding, um dos humoristas mais originais, cultos e mordazes surgidos em Portugal nos últimos anos, está de regresso aos livros com O Lixo na Minha Cabeça – um título bem revelador do sarcasmo e do non-sense que são a imagem de marca do autor.

Ao longo de quase 400 páginas a cores, O Lixo na Minha Cabeça reúne largas centenas de algumas das melhores tiras de desenho com que Hugo van der Ding se tem evidenciado na imprensa e nas redes sociais, onde só no Instagram perto de 200 mil seguidores acompanham diariamente o ritmo desconcertante do seu trabalho, desdobrado em múltiplas personagens hilariantes, muitas das quais animam as páginas deste livro.

De “Juliana Saavedra, a psicanalista que deixa os pacientes na merda”, a “Celeste da Encarnação, velha, mas moderna”, passando por “As Aventuras da Dra. Messalina”, “Duas Amigas”, “Dois Astronautas”, “Dates From Hell” e muito, muito mais, sem esquecer – curiosamente – “Esteves & Marina e as suas mocas de erva”, O Lixo na Minha Cabeça é uma seleção altamente criteriosa dos melhores e piores bonecos de um homem que, segundo diz o próprio, não sabe desenhar, mas que, dizemos nós, tem o raro dom de espalhar gargalhadas com um traço minimalista delicioso e um sentido de observação absolutamente notável.

Com escassas horas de presença no mercado, e graças ao sucesso na pré-venda, O Lixo na Minha Cabeça entrou de imediato em segunda edição. Ou não fosse este um livro irresistível para a crescente legião de fãs do humor único de Hugo van der Ding.

Sinopse
De Juliana Saavedra, a psicanalista que deixa os pacientes na merda, a Celeste da Encarnação, velha mas moderna, passando pel’ As Aventuras da Dra. Messalina, Duas Amigas, Dois Astronautas, Dates From Hell e muito, muito mais, sem esquecer – curiosamente – Esteves & Marina e as suas mocas de erva: eis uma seleção altamente criteriosa dos melhores e piores bonecos de um homem que não sabe desenhar, mas por acaso até se safa a mandar umas bocas.

Sobre o autor
Hugo van der Ding (1978) nasceu por acidente em Paris, durante uma visita da mãe — uma italiana de Sanremo — às Catacumbas da Cidade-Luz e recebeu o apelido de um de três holandeses que, pelas datas, poderiam ser o seu pai. Estudou Arquitetura na Universidad de Gran Colombia, em Bogotá, com doutoramento em Urbanismo Rural. Assinou importante obra na capital colombiana e também em Medellín, como La Catedral, a famosa prisão desenhada para Pablo Escobar. Veio para Lisboa em 2010 como moço de recados da embaixada da Colômbia e por cá ficou depois do final da missão, vivendo da escrita, dos desenhos, da rádio e das esmolas.
Apesar da aparência nórdica, tem os olhos da mãe. Dentro de um frasco.

Ficha do Livro
Título: O LIXO NA MINHA CABEÇA

Nº págs.: 384

ISBN: 978 989 661 481 2
PVP C/ IVA: 23,90€

Fonte LeYa

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar