“O arquitecto n.103”

99 views

A Freguesia de Santo António presta homenagem ao arquiteto Nuno Teotónio Pereira, no centenário do seu nascimento, com a exposição intitulada “O arquitecto n.103”Esta será a última exposição de 2022 integrada no ciclo BACS ARQ. da Biblioteca Arquiteto Cosmelli Sant’Anna, onde durante meio ano a Arquitetura foi o tema de eleição da nossa biblioteca.

Na exposição “O arquitecto n.103”, número pelo qual estava registado na Câmara Municipal de Lisboa, vão estar patentes obras icónicas e premiadas, como a Igreja do Sagrado Coração de Jesus e o Edifício «Franjinhas», ou obras e projetos menos conhecidos do grande público, como o edifício na Avenida de Liberdade 227, ou o complexo na Rua São Filipe Nery, desde o início do processo criativo até ao desenvolvimento das peças finais de projeto.

Nuno Teotónio Pereira foi uma das mais destacadas personalidades da arquitetura nacional, impulsionando o seu trabalho com fortes convicções sociais e religiosas. Referia que procurava a verdade da construção, entre a convicção no moderno e a reconciliação com a história e memória da arquitectura popular. Enquanto funcionário público na Federação de Caixas de Previdência, onde realizou projetos de habitação económica, a sua prática foi ficando marcada pelo compromisso com o ideal coletivo e pelo serviço público, pelo empenhamento nas causas sociais, e pela intervenção na sociedade, uma dimensão pessoal e vital que incorporou na sua profissão de arquitecto.

O atelier de Nuno Teotónio Pereira distinguiu-se por produzir uma obra bastante eclética, tendo explorado algumas das principais correntes estéticas da segunda metade do século passado. De facto, Nuno Teotónio Pereira foi um impulsionador de uma verdadeira escola no seu atelier, onde os inúmeros arquitectos e colaboradores encontraram espaço para a discussão teórica, para a experimentação de métodos, materiais e soluções construtivas, para a investigação, debate de ideias e aprendizagens, num trabalho coletivo orientado pelo Arquitecto.

Os projetos apresentados foram desenvolvidos em estreita colaboração com os arquitectos que passaram pelo atelier na Rua da Alegria, entre 1951 e 1991, e construídos ou projetados dentro dos limites geográficos da Freguesia de Santo António.

Data: 27 de outubro a 31 de dezembro de 2022
Local: Biblioteca Arquiteto Cosmelli Sant’Anna (BACS), na rua Alexandre Herculano, nº46, R/C, Drt.
Exposição: “O arquitecto n.103”, de Nuno Teotónio Pereira
Horário: segunda a sexta das 10h às 18h (encerra para almoço das 13h30 às 14h30)

Fonte: Departamento de Cultura da Freguesia de Santo António de Lisboa

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar