Museu do Oriente dá as boas-vindas ao ano do Dragão

416 views

Em clima de festa e decorado a preceito, o Museu do Oriente comemora a chegada do Novo Ano Lunar, que este ano se assinala a 10 de Fevereiro, sob o signo do dragão. A programação estende-se de 27 de Janeiro a 11 de Fevereiro, com visitas e oficinas para todas as idades. Sábado, 10 de Fevereiro, a entrada no Museu do Oriente é gratuita.

Para o público adulto, destaque para oficinas para revitalizar energias e cozinhar receitas típicas. No dia 27 de Janeiro, a manhã será dedicada a aprender a fazer Baos, pães recheados e cozinhados a vapor, consumidos como petisco ou como refeição principal.  No período da tarde, a sessão Yoga com Nidra para o Ano Novo ajudará os participantes a manter o foco nas suas resoluções de Ano Novo.

A busca por energias auspiciosas para o Novo Ano Lunar continua no dia 2 de Fevereiro, na oficina de Feng Shui para 2024 – Ano do Dragão. Nesta sessão, os participantes irão criar um mapa de energia de casa ou do escritório, para consultar e aplicar ao longo de todo o ano, activando bons fluxos e reorganizando o espaço. No dia 3 de Fevereiro, voltam a colocar-se as mãos na massa, desta vez para cozinhar dumplings chineses, tradicionalmente consumidos em ocasiões festivas. Com um formato que lembra lingotes, simbolizam riqueza e prosperidade sendo, por isso, iguaria imprescindível na mesa de Ano Novo. Os participantes vão confeccionar esta iguaria versátil e apetitosa, numa oficina que culmina numa refeição partilhada.

Quase a entrar no Ano do Dragão, a 9 de Fevereiro, a visita orientada Novo Ano Lunar convida a percorrer as colecções do Museu ao encontro das tradições que marcam esta grande festividade: rituais de purificação, decorações auspiciosas e muito mais. Esta será a ocasião perfeita para encontrar os numerosos dragões representados nas peças em exposição, a começar pelo impressionante exemplar que decora a entrada do Museu.

As actividades para famílias e crianças desafiam os jovens visitantes a mergulhar no universo vibrante de cor, alegria e celebração do Ano Novo. Entre lendas, tradições e personagens, conhece-se como se celebra esta data, não só na China, mas também no Japão.  Sábado, 3 Fevereiro, as oficinas sensoriais Ano Novo [pais e bebés até 12 meses] e Feijões ao Ar? [pais e bebés dos 12 aos 36 meses] contam histórias ao sabor da exploração de texturas, sons e movimentos.

A sessão Oni Fora! Felicidade Dentro, leva crianças dos 7 aos 12 anos a conhecer os Oni, criaturas mitológicas que simbolizam o fim do Inverno no Japão. Para abrir caminho à Primavera, um ritual teremos de realizar…

Domingo, 4 de Fevereiro, através da arte milenar chinesa do recorte de papel, as crianças dos 3 aos 5 anos vão criar dragões para ornamentar a casa, um símbolo de sorte, prosperidade e riqueza.

No dia em que se assinala a chegada do Ano Novo Lunar (10 de Fevereiro), o Museu do Oriente sugere O Zodíaco em Máscaras, para as crianças dos 7 aos 12 anos. A partir da lenda do zodíaco chinês, conhecem-se os seus 12 animais, do Rato, ao Tigre, passando pelo Dragão, que este ano é especial, e escolhe-se um para construir uma máscara, a pensar também no Carnaval.

As actividades estendem-se até ao dia 11 de Fevereiro, com uma oficina temática de escrita criativa [para crianças dos 7 aos 13 anos]. Para os visitantes mais curiosos [M/6 anos], em visita pelo Museu encontram-se Os 7 Deuses da Felicidade. Num barco cheio de tesouros, conhece-se a origem e as características de cada um deles, e porque são tão venerados no Japão.

Símbolo de nobreza, honra e prosperidade, muito adorado na China e no Japão, o Dragão é o quinto animal do zodíaco chinês. Venha celebrar o Ano do Dragão e o início de um novo ciclo no Museu do Oriente!

Toda a informação sobre as actividades do Ano do Dragão em foriente.pt

 

Fonte:lpmcom.pt

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar