MOSTRA DE CINEMA “AMÉRICA ’70”

197 views

Todas as quintas-feiras, de 03 de Novembro a 15 de Dezembro, o Alvalade Cineclube apresenta no Cinema Fernando Lopes os grandes realizadores que marcaram para sempre o cinema americano da década de 70.

Os indigentes, depois e antes do sistema das estrelas. Há algo de incrível na honestidade do cinema norte-americano da década de 70. Talvez porque antes eram tudo rosas e depois foram tudo doces. Dez anos bastaram para que o cinema das ruas invadisse as lentes, seja nas certezas de polícias sérios (contra o mundo), nas noites dentro de um carro na cidade ou nos dias cinzentos da negritude dos arredores de LA.

A geração de realizadores que se afirmaram nos 70s (Cassavetes, Scorsese, Lumet e companhia), ou que iniciaram esse caminho, obriga-nos a olhar, agora, para homens perdidos, mulheres sem chão e a resgatar filmes que não merecem ser tão maltratados. Mesmo que o peçam.

O ciclo inicia-se com Destinos Opostos (Five easy pieces), de Bob Rafelson numa das mais bem sucedidas colaborações entre Jack Nicholson e o realizador dá a Nicholson a oportunidade de representar de forma brilhante uma personagem complexa e enigmática, que lhe valeu uma nomeação para o Óscar de melhor actor.

De seguida, Al Pacino interpreta um herói real com o clássico Serpico, de Sidney Lumet (1973), onde representa um polícia italo-americano que denunciou a corrupção na NYPD que marcou época.

Em Uma Mulher Sob InfluênciaJohn Cassavetes traça um  retrato e os sentimentos de uma mulher com uma força inigualável. Um filme tremendamente emotivo e sincero sendo um dos grandes papéis de Gena Rowlands e um dos mais célebres filmes de Cassavetes, nomeado aos Óscares de Melhor Realizador e Melhor Atriz.

O mítico Taxi Driver, de Martin Scorsese (1976) também integrará a mostra. Em “Taxi Driver”, considerado frequentemente um dos melhores filmes do século XX, Robert De Niro interpreta Travis Bickle, um veterano da guerra do Vietname, que conduz um táxi em Nova Iorque no turno da noite. Solitário e com insónias, Travis passa a noite a trabalhar, testemunhando a vida sórdida das ruas.  Vencedor da Palma de Ouro de Cannes em 1976, e nomeado a 4 Óscares da Academia, “Taxi Driver” é um retrato violento da solidão e alienação, com argumento de Paul Schrader.

O programa incluí também a comédia e o cinema independente que marcou a década com o filme Car Wash, de Michael Schultz (1976), comédia que retrata um dia na vida de um grupo de amigos que trabalha numa estação de lavagem de carros em Los Angeles com música disco e funk de fundo, com humor politicamente incorrecto e hilariante; e Girlfriends (1978), uma maravilha do cinema independente Americano realizado por Claudia Weill, é uma visão autêntica da amizade feminina que se tornou num marco de um sub-género no cinema e televisão sobre jovens mulheres a viver na grande cidade. Este cápsula do tempo de uma Nova Iorque dos anos 70, captura as complexidades e contradições da vida das mulheres e as suas relações com um sentido de humor irónico e franqueza.

O ciclo termina com Killer of Sheep (1978), de Charles Burnett. Concluído em 1977 e exibido esporadicamente, a reputação do filme foi crescendo. Foi declarado tesouro nacional pela Library of Congress. No entanto, devido aos custos dos direitos musicais nunca foi exibido em sala ou disponibilizado em vídeo. 30 anos depois, a UCLA apresenta-o num brilhante restauro em 35mm. O filme retrata o gueto negro de Watts em LA em meados da década de 1970 através dos olhos de um sonhador que cresce entorpecido pelo trabalho num matadouro.

Programa:

👉  3 NOVEMBRO // – “DESTINOS OPOSTOS – FIVE EASY PIECES” – Bob Rafelson
👉 10 NOVEMBRO // “SERPICO” – Sidney Lumet
👉 17 NOVEMBRO //  “UMA MULHER SOB INFLUÊNCIA” – John Cassavetes
👉 24 NOVEMBRO // “TAXI DRIVER” – Martin Scorsese
👉 1 DEZEMBRO //  “CAR WASH” – Michael Schultz
👉 8 DEZEMBRO //  “GIRLFRIENDS” – Claudia Weill
👉 15 DEZEMBRO //  “KILLER OF SHEEP” – Charles Burnett

 

Fonte:alvaladecineclube.pt

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar