MESALUISA

69 views

Podia ser mais um livro de receitas mas não é. Luísa Villar inspirou-se em dezenas de histórias de mulheres incríveis que viveram durante a primeira metade do século XX e adaptou receitas de outros tempos aos dias de hoje. O resultado é um livro para saborear devagar com 60 receitas, de 20 mulheres únicas, organizadas em 20 menus.

Sobre o livro

Luísa Villar sempre gostou de livros de receitas, especialmente antigos, que transpiram estórias. Estes, ao contrário dos livros de receitas de hoje, não possuem fotografias nem explicações passo-a-passo, até porque os livros ditos de culinária eram dirigidos a mulheres de classe média/alta que tinham sempre «criada» e cozinheira, não fazendo sentido explicar a uma cozinheira quanto tempo demorava o arroz a cozer, ou como se fazia molho béchamel.

Foi através desses livros que entrou em casa dessas mulheres, imaginou as suas vidas e a sua forma de viver, e decidiu fazer algo diferente, ou seja, contextualizar as receitas. Começou por organizar o livro por ementas, em vez da forma mais comum − por pratos −, e depois pensar o porquê de cada menu, o porquê de cada refeição e quem estava por trás dela. A intenção foi que, com aquela ementa e aquela mulher, viajássemos no tempo e conseguíssemos imaginar-nos sentados naquela mesa e naquele dia.

Nenhuma das personagens é real, mas Luísa Villar inspirou-se em dezenas de histórias de mulheres incríveis que viveram durante a primeira metade do século XX. Quanto às receitas, são quase todas retiradas de livros dessa época, uns publicados, outros não, que adaptou aos dias de hoje. Mas que nenhuma leitora se coíba de lhes dar o seu toque, pois é isso que torna as receitas «suas».

Sobre a autora

Depois de uma longa e premiada carreira na área da Comunicação, Publicidade e do Marketing, onde passou pelo Parque Expo’98, pelo Grupo Media Planning Publicidade e pela B6 Integrated Entertainment (Grupo Havas), Luísa Villar dedicou-se à divulgação da gastronomia portuguesa através da criação do espaço Mesaluisa, cuja atividade principal é promover a culinária portuguesa junto de turistas em visita a Lisboa, através de uma experiência gastronómica personalizada. Entre 2009 e 2014 foi presidente e fundadora da Associação LinK, onde lançou a marca Arredonda, mecanismo de angariação de fundos para projetos sociais. Em 2020 aventurou-se em frente aos ecrãs através da criação do programa de culinária Mesaluisa, exibido na SIC Mulher, e que conta já com duas temporadas.

Fonte: leya

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar