Matagal – Eduardo Breda

185 views

Num terreno à margem de uma grande cidade, uma jovem vive num estúdio de som improvisado. A paisagem deste lugar assemelha-se à de um terreno baldio, onde arbustos, árvores de fruto, vegetação selvagem, musgo, fetos expõem a sua vulnerabilidade e riqueza em espécies, enquanto procuram o equilíbrio. Um jardim em movimento onde a vegetação se confunde com a ruína e os corpos resistem através da palavra, da dança ou do gesto (LGP).
Será que a resistência pode existir na contemplação da natureza e na procura pelo ritmo certo de cada palavra? Será que as palavras ainda nos movem?
Poderá a poesia resistir à voz do jardineiro que grita: “É preciso arrancar as ervas daninhas”?

Reservas: https://teatroiberico.org/bilheteira/

Integrado no Festival Temps d’Images

Ficha técnica:

Eduardo Breda, direção artística; Beatriz Baptista, Fábio Madeira, Marco Olival,
Mariana Camacho, Tony Weaver e Valentina Carvalho, interpretação.

10 € – preço normal (ver descontos aplicáveis)

+12

15 junho a 16 junho 2024
sáb: 21h; dom: 17h
Teatro Ibérico
FONTE: AgendaLx

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar