JÚLIO PEREIRA E DIOGO ROCHA JUNTAM-SE NO TERCEIRO MÊS DA INICIATIVA“12 CHEFS 12 MESES”, PARA UM EVENTO DEDICADO À GAMBA-DA-MADEIRA, NO RESTAURANTE KAMPO

446 views

Em março, no terceiro evento da iniciativa anual “12 chefs 12 meses”, organizada pelo restaurante KAMPO, na Madeira, o chef Júlio Pereira recebe o chef Diogo Rocha, do Mesa de Lemos, o único restaurante da zona Centro com uma estrela Michelin. Juntos vão descobrir novos sabores e preparar um almoço único que enaltece a gastronomia madeirense e os seus produtos locais.

Este almoço, mais do que a combinação de dois talentos reconhecidos, é uma oportunidade para valorizar a Gamba-da-Madeira, um produto presente nos mares do arquipélago, capturado apenas entre outubro e março, por um nicho de pesca artesanal, e de forma controlada, para garantir a sua sustentabilidade. De grande qualidade, mas ainda pouco conhecida, os dois chefs vão trabalhar este produto exclusivo da Madeira, e dar a conhecer o seu sabor e textura únicos. Esta é mais um evento do chef Júlio Pereira, no âmbito do projeto “12 chefs 12 meses” que visa valorizar produtos típicos da região, bem como outros muitas vezes esquecidos e que formam parte da riqueza do património gastronómico da Madeira.

“Queremos que estes eventos promovam e valorizem o território madeirense, a qualidade do que aqui encontramos, e que consolidam a Madeira enquanto destino turístico gastronómico. Ao longo do ano, trazemos todos os meses ao KAMPO um chef convidado, que partilhar a nossa ‘cozinha embaixadora’ trabalhando produtos endógenos, e proporcionando experiências únicas. Este é um convite que fazemos não só aos madeirenses, mas a todos os que nos visitam e procuram conhecer as ilhas na sua autenticidade.”, explica Júlio Pereira, chef e proprietário do KAMPO.

O convite ao chef Diogo Rocha resulta, não só da excelência do seu trabalho no restaurante Mesa de Lemos, mas também do seu empenho na defesa dos produtos portugueses e da sustentabilidade na cozinha, práticas que mereceram a distinção pela Michelin, com a atribuição da Estrela Verde em 2022. Situado em Viseu, o restaurante tem por base uma gastronomia centrada nos sabores nacionais e da época, em que a principal preocupação é a garantia da escolha de ingredientes de alta qualidade, produzidos com o mínimo de impacto na natureza, muitos deles da própria Quinta de Lemos, onde o restaurante está inserido, como o azeite, os vinhos Quinta de Lemos e os produtos da horta.

“Gosto de combinar a criatividade com a técnica, mantendo os produtos no seu estado mais puro e natural, e levá-los à mesa com os sabores genuínos. Na ementa do Mesa de Lemos temos não só os sabores e os produtos da região centro, mas também os melhores ingredientes de todo o país, defendendo sempre a portugalidade e a nossa cultura gastronómica.”, comenta Diogo Rocha, acrescentando: “Por isso, foi com enorme satisfação que aceitei este convite para cozinhar ao lado do Júlio Pereira, colega que admiro pelo enorme trabalho que tem feito na valorização da Região da Madeira, e que me permitirá descobrir um pouco mais sobre este produto único que é a Gamba-da-Madeira.”.

Além da visita ao arquipélago, os dois chefs irão dedicar uma manhã à pesca deste camarão, lado a lado com os pescadores, vivendo a arte piscatória artesanal da Madeira, seguida de visitas ao produtor de bolos de mel Chábom e à Madeira Wine Company, num périplo pelos produtores e ícones regionais.

O almoço do dia 25 de março terá início pelas 13:00, apresentando um menu de degustação composto por 7 momentos. O menu tem um custo de 65€ por pessoa, com harmonização vínica incluída, composta por três vinhos da Quinta de Lemos: Quinta de Lemos Gégé Espumante Rosé, Quinta de Lemos Chef Júlio Pereira, da ‘Chefs Collection’, e Quinta de Lemos Touriga Nacional.

 

Sobre o projeto “12 chefs 12 meses”

O KAMPO será o embaixador gastronómico da Madeira durante os vários meses do ano, com vista à valorizando da Madeira e sua promoção enquanto destino turístico gastronómico de excelência, com o convite do chef Júlio Pereira aos seus pares, nacionais e internacionais, para juntos descobrirem a ilha, produtores e locais emblemáticos ligados à identidade gastronómica e aos ilhéus, e privilegiar a descoberta dos “saberes e sabores” típicos desta região. Na cozinha irão criar menus especiais com base na sazonalidade, diversidade e cultura únicas destas ilhas, com os seus produtos característicos como protagonistas, que serão aperfeiçoados na sequência das visitas, pesquisa e contacto vivido in loco com a Natureza, locais e produtosTodos os chefs convidados são desafiados a trabalhar produto de qualidade, sazonal e característico deste arquipélago, com uma abordagem contemporânea e a diversidade de técnica que cada convidado trará consigo.

O projeto visa a valorização da Madeira no seu todo, envolvendo a dinamização da ilha e do património natural, cultural e gastronómico enquanto ferramenta de desenvolvimento local. Os eventos pretendem levar pessoas à Madeira, para que estas levem a Madeira consigo, ao divulgar o território, as tradições e a qualidade, diversidade e disponibilidade do produto, apoiado na credibilidade de um chef que vive, trabalha e promove a ilha há vários anos.

“12 chefs 12 meses” e o KAMPO apresentam ao público a oportunidade de viver experiências gastronómicas únicas, que homenageiam a essência do arquipélago e (e)levam a gastronomia da Madeira mais além.

Sobre o chef Júlio Pereira

Nasceu em 1978, na Carvoeira, pequena aldeia do litoral oeste de Portugal, entre a Serra de Sintra, as ondas da Ericeira e o histórico convento de Mafra. Foi nos talhos do pai, nas hortas do avô e na cozinha da mãe que se apaixonou pela gastronomia, tendo desde muito cedo presente na sua vida a essência do produto e a sua temporada. Em 1993, integrou a Escola de Hotelaria do Estoril, e de jaleca na mão, passou por vários destinos internacionais: em Torino trabalhou no Hotel Principe di Piemonte, em Barcelona com o chef Sergi Arola no Arola, em Angola participou na abertura do primeiro hotel de cinco estrelas do país, e passou também pelo hotel Bombom Resort na ilha do Príncipe, em São Tomé e Príncipe.

Em 2013, com o nascimento da sua filha Maria, trocou o continente pela Madeira, conquistado pelo ambiente e a qualidade de vida da ilha. Em dezembro de 2018, no coração da cidade do Funchal, nasce o KAMPO by chef Júlio Pereira, onde trabalha produto diferenciador, como carne e produtos do campo que o acompanharam desde a infância, com foco na inovação e no ambiente descontraído com atendimento genuíno.

O KAMPO é um restaurante acolhedor, onde se unem as experiências e vivências do percurso de Júlio Pereira, acompanhado por uma equipa de jovens promessas. O conceito rapidamente conquistou o palato dos madeirenses e dos turistas que visitam a ilha e, em Julho de 2019, na mesma rua do KAMPO, nasceu o seu segundo projeto de restauração, o Akua by Chef Júlio Pereira, que celebra os sabores do mar e da sua infância na Ericeira.

Júlio Pereira é também formador em diferentes áreas em várias Escolas Profissionais de Hotelaria e Turismo, autor de dois livros “Sabores-Receitas Tradicionais Madeirenses” e “Gastronomia Madeirense” e vencedor, em 2007, do Prémio Inovação no Concurso Helmut Ziebel 2007 e da prova regional Algarve e Ilhas do concurso Chefe Cozinheiro do Ano.

 

Sobre o chef Diogo Rocha

Diogo Rocha começou a trabalhar na área da cozinha profissional cedo. Estudou no Curso de Cozinha e Pastelaria de Coimbra, licenciou-se em Produção Alimentar e Restauração e tornou-se mestre em Sustentabilidade de Turismo na ESHT do Estoril, tendo-se especializado em produtos da Serra da Estrela. Passou por projetos como Encontrus (catering), restaurante Terreiro do Paço, Villa Joya e Valle Flor, como estagiário. Em 2008, entrou para o Dão Sul, onde assume a chefia executiva de todo o grupo com três espaços de restauração: Quinta de Cabriz, Quinta do Encontro e Paço dos Cunhas de Santar. Desde 2009, faz parte do corpo docente da Escola Superior de Turismo de Seia, onde leciona a cadeira de Gastronomia e Enologia. Em julho de 2013, entra no universo do grupo de Celso de Lemos, vindo a abrir o Mesa de Lemos como Chef executivo em abril do ano seguinte. A natureza e a preservação do estado mais puro dos produtos são as premissas que garantem a alta qualidade dos produtos, na linha daquilo em que o chef acredita. Muitos dos ingredientes utilizados no restaurante Mesa de Lemos são produzidos na propriedade e todo o conceito apela à seleção de produtos de elevada qualidade. Em 2015, Diogo Rocha assumiu o papel de embaixador da marca de bacalhau Lugrade. No final do mesmo ano lança um lote de bacalhau com uma cura superior a nove meses, proveniente da Islândia. Em dezembro de 2016, publica o primeiro livro “Hoje Diogo Rocha”, em que demonstra o carinho pela sua região e o amor que tem aos produtos portugueses. Assumiu ainda a coragem de ditar o livro em inglês – “Today Diogo Rocha”. Este foi premiado com o primeiro “1º Prémio Fotografia” para livros sobre gastronomia no concurso organizado pela Portugal Cook Book Fair. Em 2019, publica o livro “Queijaria do Chef”, um guia sobre queijos portugueses, e em 2021, lança o livro de receitas de bacalhau destinado ao público juvenil “Mãe, Hoje é Bacalhau à Chef Diogo Rocha”. A partir de 2017, é nomeado embaixador oficial de Viseu, pertencendo-lhe a promoção e apoio na área da gastronomia da cidade e região com presenças na FITUR, BTL e outros eventos, como o “Viseu Estrela a Mesa”, em que assume o papel de curador. Continua envolvido em diversos projetos na região do Dão e a nível nacional. Em 2019, ganha a primeira Estrela Michelin para o restaurante Mesa de Lemos, na Quinta de Lemos, que mantém até hoje, acumulando com a Estrela Verde Michelin, que conquistou em 2022.

 

Sobre a Quinta de Lemos

Nasceu em meados dos anos 90 pela mão de Celso de Lemos, com o sonho de criar vinhos exclusivos. Um vinho dedicado aos seus amigos mais próximos e à família, que sirva para unir as pessoas em torno de uma boa conversa. A quinta encontra-se no vale do Dão, escondida numa altitude de 340m, onde se encontram 25 hectares de vinha e 3000 oliveiras, num total de 25ha de terreno. A Quinta de Lemos possui vinhos típicos do Dão desde 2005.

A Guesthouse da Quinta de Lemos, desenhada pelo atelier Carvalho Araújo, integra o projeto do restaurante “Mesa de Lemos”, abre ao público sob o comando do chef Diogo Rocha, onde se pretende retirar dos produtos nacionais de qualidade o máximo partido através de técnicas inovadoras. O foco das criações é a simplicidade de sabores.

A casa de hóspedes/convidados da Quinta é um equipamento privado que complementa o primeiro e que serve também de showroom para os atoalhados da Abyss & Habidecor (primeiro negócio da Quinta de Lemos e uma das marcas mais reconhecidas a nível internacional) funcionando também como espaço de provas de vinhos, em ligação com a atividade vinhateira da Quinta de Lemos. Para a construção deste edifício, foram utilizados materiais “amigos” do ambiente e o resultado final espelha na perfeição esta ligação à natureza que constitui a envolvente do local.

 

 

Informações Gerais

 

3º evento – chef Diogo Rocha

Dia 25 de março, sábado, às 13:00

Preço – 65€/pessoa, com bebidas

Morada

  1. do Sabão 6, 9000-058 Funchal

 

Contactos/Reservas

(+351) 924 438 080  |  info@kampo.pt  |  https://kampo.pt/reservas/

Online

https://kampo.pt/

https://www.instagram.com/kampo.restaurante/

https://www.facebook.com/kampo.restaurante

 

 Fonte: Chefsagency

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar