JÚLIO PEREIRA CONVIDA LUÍS BRITO

471 views

No último sábado de abril, no quarto evento da iniciativa anual “12 chefs 12 meses”, organizada pelo restaurante KAMPO, na Madeira, o chef Júlio Pereira recebe o chef Luís Brito, do A Ver Tavira, o primeiro restaurante desta cidade algarvia a ganhar uma estrela Michelin. Os chefs irão visitar produtores locais e celebrar o especial património cultural gastronómico madeirense, com especial destaque para o mel-de-cana da Madeira, um produto endógeno de excelência que marca a história, a cultura e a gastronomia da população madeirense desde o século XV.

O restaurante A Ver Tavira, a cargo do chef Luís Brito desde 2017, é um projeto de alta gastronomia criativa com foco nos produtos regionais. Com uma abordagem contemporânea e inspirações nas cozinhas mediterrânica e algarvia, foi o primeiro da cidade a ser distinguido pelo guia Michelin, em 2022. Nas imediações do antigo castelo mourisco e com uma vista privilegiada sobre o rio Gilão, o chef Luís Brito oferece criações internacionais, primando pela criatividade nos seus menus de sabores algarvios.

Com o secular mel-de-cana da Madeira em destaque, os chefs irão visitar a Fábrica do Ribeiro Sêco, com mais de 135 anos de história e um dos mais antigos produtores da ilha. Esta fábrica especializa-se na produção e comercialização deste produto 100% natural e sem aditivos, feito com base na mesma receita desde a sua fundação, tendo atualmente alargado a sua oferta para bolos, broas e bombons de mel-de-cana. Este xarope consiste no principal derivado da transformação da cana sacarina de cultivo local, obtido segundo o modo ancestral de produção desenvolvido nesta ilha desde o século XV, não necessitando da adição de qualquer regulador do pH, corante edulcorante ou conservante, natural ou artificial. Considerado património intemporal da Madeira, e estando em processo o seu estatuto de Denominação de Origem Protegida (DOP), o mel-de-cana apresenta características físico-químicas e organoléticas distintas, muito equilibradas, oriundas das condições edafoclimáticas dos canaviais madeirenses e do tradicional cultivo da cana: caracteriza-se pela sua cor escura e intensa, com aroma e sabor adocicados e caramelizados, combinados com um suave amargor e agradável acidez no final de boca, e com notas vegetais (cana moída de fresco), frutadas (sultanas) ou metálicas, e apontamentos a baunilha, a especiarias ou a torrefação.

A principal e única matéria-prima utilizada na produção do mel-de-cana da Madeira é a cana sacarina das variedades tradicionais “Rajada”, “Violeta”, “Canica”, “Roxa”, “Amarela” ou “Branca”, produzidas na ilha da Madeira desde 1425 devido ao clima ameno, a riqueza em água, cobertura vegetal exuberante e geradora de boas madeiras a par dos solos de qualidade. O Infante D. Henrique foi o responsável por estas plantações, tendo mandado trazer “estacas” de cana sacarina da Sicília a ilha, sendo que o modo tradicional de produção se mantém genericamente constante desde as primeiras décadas do século XIX.

“Voltamos a receber um chef e colega que admiro, nesta iniciativa que visa promover e valorizar o património cultural gastronómico e turístico incrível, e de excelência, que o arquipélago oferece. Este mês iremos destacar o mel-de-cana da Madeira, um produto único e exclusivo da ilha, e pelo qual sempre tive uma paixão muito grande. No evento deste mês do “12 chefs 12 meses”, no Kampo, a cozinha, os produtos e a essência madeirenses irão brilhar pelas mãos do Luís, um chef reconhecido pela sua abordagem contemporânea e criatividade ao trabalhar sabores regionais”, refere Júlio Pereira, chef e proprietário do KAMPO.

“O convite do Júlio foi recebido com imensa satisfação. Adoro a Madeira, gosto de desafios, e partilhar a cozinha com o Júlio é, sem dúvida, uma honra. Acompanho o trabalho deste chef há muitos anos, que tem vindo a fazer um grande trabalho pela região e os seus produtos, com enorme determinação, paixão pela cozinha e empenho em fazer diferente. O Júlio dá a oportunidade não só aos visitantes, mas aos madeirenses, de viverem experiências gastronómicas diferenciadoras onde a sua gastronomia e tradições são valorizadas”, refere Luís Brito, chef do A Ver Tavira.

Os chefs irão também dedicar uma tarde ao Vinho Madeira, com uma visita à Blandy’s, um dos fundadores do comércio deste vinho fortificado, produzido exclusivamente nesta ilha, e a única família ainda envolvida na gestão da própria empresa original.

O almoço do dia 29 de abril conta com um original menu de degustação com 6 momentos, tem início às 13:00 e um custo de 65€ por pessoa, com bebidas incluídas.

Este é o quarto evento a cargo do chef Júlio Pereira, inserido na iniciativa “12 chefs 12 meses”, que visa valorizar produtos regionais e exclusivos do arquipélago, a par de outros produtos e produtores pouco conhecidos e/ou esquecidos, de enorme qualidade gastronómica, cultural e histórica.

 

Sobre o projeto “12 chefs 12 meses”

O KAMPO será o embaixador gastronómico da Madeira durante os vários meses do ano, com vista à valorizando da Madeira e sua promoção enquanto destino turístico gastronómico de excelência, com o convite do chef Júlio Pereira aos seus pares, nacionais e internacionais, para juntos descobrirem a ilha, produtores e locais emblemáticos ligados à identidade gastronómica e aos ilhéus, e privilegiar a descoberta dos “saberes e sabores” típicos desta região. Na cozinha irão criar menus especiais com base na sazonalidade, diversidade e cultura únicas destas ilhas, com os seus produtos característicos como protagonistas, que serão aperfeiçoados na sequência das visitas, pesquisa e contacto vivido in loco com a Natureza, locais e produtosTodos os chefs convidados são desafiados a trabalhar produto de qualidade, sazonal e característico deste arquipélago, com uma abordagem contemporânea e a diversidade de técnica que cada convidado trará consigo.

O projeto visa a valorização da Madeira no seu todo, envolvendo a dinamização da ilha e do património natural, cultural e gastronómico enquanto ferramenta de desenvolvimento local. Os eventos pretendem levar pessoas à Madeira, para que estas levem a Madeira consigo, ao divulgar o território, as tradições e a qualidade, diversidade e disponibilidade do produto, apoiado na credibilidade de um chef que vive, trabalha e promove a ilha há vários anos.

“12 chefs 12 meses” e o KAMPO apresentam ao público a oportunidade de viver experiências gastronómicas únicas, que homenageiam a essência do arquipélago e (e)levam a gastronomia da Madeira mais além.

Sobre o chef Júlio Pereira

Nasceu em 1978, na Carvoeira, pequena aldeia do litoral oeste de Portugal, entre a Serra de Sintra, as ondas da Ericeira e o histórico convento de Mafra. Foi nos talhos do pai, nas hortas do avô e na cozinha da mãe que se apaixonou pela gastronomia, tendo desde muito cedo presente na sua vida a essência do produto e a sua temporada. Em 1993, integrou a Escola de Hotelaria do Estoril, e de jaleca na mão, passou por vários destinos internacionais: em Torino trabalhou no Hotel Principe di Piemonte, em Barcelona com o chef Sergi Arola no Arola, em Angola participou na abertura do primeiro hotel de cinco estrelas do país, e passou também pelo hotel Bombom Resort na ilha do Príncipe, em São Tomé e Príncipe.

Em 2013, com o nascimento da sua filha Maria, trocou o continente pela Madeira, conquistado pelo ambiente e a qualidade de vida da ilha. Em dezembro de 2018, no coração da cidade do Funchal, nasce o KAMPO by chef Júlio Pereira, onde trabalha produto diferenciador, como carne e produtos do campo que o acompanharam desde a infância, com foco na inovação e no ambiente descontraído com atendimento genuíno.

O KAMPO é um restaurante acolhedor, onde se unem as experiências e vivências do percurso de Júlio Pereira, acompanhado por uma equipa de jovens promessas. O conceito rapidamente conquistou o palato dos madeirenses e dos turistas que visitam a ilha e, em Julho de 2019, na mesma rua do KAMPO, nasceu o seu segundo projeto de restauração, o Akua by Chef Júlio Pereira, que celebra os sabores do mar e da sua infância na Ericeira.

Júlio Pereira é também formador em diferentes áreas em várias Escolas Profissionais de Hotelaria e Turismo, autor de dois livros “Sabores-Receitas Tradicionais Madeirenses” e “Gastronomia Madeirense” e vencedor, em 2007, do Prémio Inovação no Concurso Helmut Ziebel 2007 e da prova regional Algarve e Ilhas do concurso Chefe Cozinheiro do Ano.

 

 

Informações Gerais

 

4º evento – chef Luís Brito

Dia 29 de abril, sábado, às 13:00

Preço – 65€ por pessoa, bebidas incluídas

Morada

  1. do Sabão 6, 9000-058 Funchal

 

Contactos/Reservas

924 438 080  |  info@kampo.pt  |  https://kampo.pt/reservas/

Online

https://kampo.pt/

https://www.instagram.com/kampo.restaurante/

https://www.facebook.com/kampo.restaurante

 

Fonte: Chefsagency

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar