Johnny Hooker celebra Orgulho LGBT+ em Portugal

73 views

Destaque da nova MPB, o artista teve concertos sold out na primeira passagem pelo país e agora vai apresentar-se em Lisboa, Porto, Braga e Coimbra no encerramento da aclamada digressão “Coração”

Depois do grande sucesso na sua estreia em palcos portugueses, com concertos sold out, Johnny Hooker regressa ao país para mais uma passagem que promete ser memorável. O cantor brasileiro, que se define como “uma mulher em fúria no corpo de um homem com os olhos marejados de lágrimas”, vai apresentar-se no Theatro Circo, em Braga (4 de julho); no Hard Club, do Porto (5 de julho); e no Capitólio, em Lisboa (6 de julho).

A digressão europeia, que também passará por Londres e Dublin, marca o encerramento da bem-sucedida turnê do seu segundo disco, “Coração”.

Editado em agosto de 2017, o álbum trouxe faixas de grande sucesso como: “Flutua” (com Liniker), “Corpo Fechado” (com Gaby Amarantos) e “Caetano Veloso”, entre outros êxitos que fizeram deste concerto um dos mais aclamados da nova MPB. A tournée percorreu 20 capitais do Brasil, levou o artista ao palco do Rock in Rio e a apresentações em Lisboa, Porto, Berlim e Barcelona.

As músicas de Hooker ficaram conhecidas por fazerem parte de bandas sonoras de obras audiovisuais, como a premiada longa-metragem “Tatuagem”, de Hilton Lacerda, e as telenovelas da TV Globo, “Geração Brasil”, “Babilônia” e “Segundo Sol”, e das séries “Justiça” e “Os dias eram assim”.

Vencedor do Prêmio da Música Brasileira de Melhor Cantor, Johnny Hooker tomou o mercado musical de surpresa com o seu primeiro álbum a solo, “Eu Vou Fazer uma Macumba pra te Amarrar, Maldito!”, eleito pela revista “Rolling Stone” como um dos melhores discos do ano.

Em “Coração”, Johnny mistura samba, brega, frevo, guitarrada e axé, numa reafirmação identitária do próprio país, fazendo uma música que é assumidamente nordestina, que desafia gênero, linguagens e que questiona a própria identidade da música brasileira. É um concerto para dançar e vibrar. É uma celebração da música brasileira e latina.

Se em “Eu Vou Fazer uma Macumba pra te Amarrar, Maldito!”, o cantor e compositor fazia-nos a sugestão de um passeio por histórias de amores passionais tendo como pano de fundo o Recife (sua cidade natal) e uma paleta sonora que celebrava desde o brega recifense, passando pelo blues e até o frevo,  “Coração” toma uma guinada entre o Tropicalismo e o Blue-eyed Soul Americano. “Como se o ‘Cinema Transcendental’, de Caetano Veloso, e o ‘Young Americans’, de David Bowie, tivessem um filho no Recife”, define Johnny.

JOHNNY HOOKER EM BANDAS SONORAS

“Amor marginal”, em “Babilônia”

https://www.youtube.com/watch?v=qe713DXVF8k

“Volta”, em “Tatuagem”

https://www.youtube.com/watch?v=3ZaOZInmSDo

“Beija-flor”, em “Segundo Sol”

https://www.youtube.com/watch?v=YRBaLkpttNA

“Como vai você”, Os Dias Eram Assim

https://www.youtube.com/watch?v=rYc2rulu1u0

JOHNNY HOOKER EM PORTUGAL

BRAGA

Quando: 4 de julho, às 21:30

Local: Theatro Circo

Morada: Av. da Liberdade, 697

Bilhetes: http://bit.ly/BilhetesBraga

PORTO

Quando: 5 de julho, às 21:30

Local: Hard Club

Morada: Praça do Infante D. Henrique

Bilhetes: http://bit.ly/BilhetesPorto

LISBOA

Quando: 6 de julho, às 21:30

Local: Capitólio

Morada: Parque Mayer

Bilhetes: http://bit.ly/BilhetesLisboa

Fonte: Approach Comunicação

Ads

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar