Jardins Efémeros 2022

239 views

A X edição dos Jardins Efémeros vai realizar-se em Viseu, entre 8 e 16 de Julho, sob o tema !A Incerteza» com uma programação criada para públicos diversificados. O programa inscreve oito categorias: Artes Visuais, Arquitectura & Design, Som, Cinema, Pólis, Oficinas, Mercados e Literatura. Todas as propostas consideram o tema desta edição.

Na área da programação das Artes Visuais, Arquitectura & Design iremos contar com a participação de 10 projectos expositivos, em diversos locais, linguagens e formatos. Exposições individuais e instalações, escultura e desenho, pintura e fotografia, tipografia e outros formatos. Destacamos o projecto pioneiro «Éden X», uma plataforma online de discussão e deliberação, que ensaia um modelo social de organização não hierárquica e descentralizada da natureza, em que os elementos naturais são autogovernados por comunidades mais-que-humanas. O grupo e a estrutura de organização determinarão o futuro de um jardim na cidade. A plataforma estará disponível para visita através de uma instalação no Centro Histórico de Viseu.

Produziram-se duas chamadas de artistas: Artistas na Área Sonora e Artistas Visuais. Seleccionámos quatro projectos em cada chamada num total de 92 candidaturas. Os artistas seleccionados da Chamada de Artistas Visuais, são Adriana João, Alexandre Delmar, Patrícia Geraldes e Teresa Arêde. Na Chamada de Artistas na Área Sonora, foram seleccionados os artistas Rachika Nayar, Nuno Morão, Yamila e Wipeout Beat.

A edição dos Jardins Efémeros de 2022 contará com 34 projectos na área de som, que incluem uma instalação sonora de Pedro Rebelo e Matilde Meireles «Sondando! Conflito», dez sessões de dj set do programa «Pratos da Casa», seis concertos enquadrados no programa de valores emergentes «Aos Cantos», com curadoria de José Borges, quatro concertos seleccionados na Chamada de Artistas na Área Sonora e ainda dois concertos do programa da «Fora de Rebanho».

Ana Roxanne (US), Vica Pacheco (MX) e Cobracoral (PT) são os projectos que abrem o festival com concertos nos dois primeiros dias dos JE.

Sam Gendel (US), Mieko Suzuki (JP\DE) e Heather Leigh (US\UK), são presenças internacionais que se apresentarão a solo, para concertos, pela primeira vez em Portugal. Os projectos sonoros terão lugar no Palco Octógono em Círculo situado no Adro da Sé de Viseu, no interior da Sé Catedral assim como no seu Claustro.

Pino Palladino (UK), Blake Mills (US), Sam Gendel (US) & Abe Rounds (AU), um dos projectos mais aguardados este ano. Pino Palladino, baixista de rock and roll, jazz e rhythm and blues, vencedor de um Grammy, considerado um dos melhores baixistas do mundo.

Mais. A e-poeta AGF (DE), de nome Antye Greie, que nos dá a conhecer as suas produções de poemas online e as esculturas de áudio. Contamos ainda com Hatis Noit (JP), artista vocal japonesa que se inspira no Gagaku e estilos operísticos, cânticos búlgaros e gregorianos, de vanguarda e pop, que está de regresso aos palcos para nos apresentar o novo álbum «Aura».

Com o tema «A Incerteza», não poderíamos encerrar da melhor maneira a X edição dos Jardins Efémeros, com um concerto de Resina (PL), pseudónimo da compositora Karolina Rec, protagonista da vibrante cena musical independente da Polónia. Por fim, assinala-se o fim da X edição dos JE com um concerto de Vladislav Delay (FI), dando-nos a possibilidade de partilhar a demanda para encontrar uma música que ainda não foi ouvida, vai ser um dos grandes momentos da programação deste ano.

Todos os artistas mencionados farão uma apresentação única, na Península Ibérica, no âmbito dos Jardins Efémeros.

O Serviço Educativo dos JE, são uma peça estruturante na consolidação de novos públicos vão promover 36 oficinas, que realizarão 217 sessões. A funcionar em regime «fora de portas» desde o ano passado, a Casa do Sonho preparou sete oficinas e 26 sessões a decorrer em escolas do distrito de Viseu, entre 20 e 24 de Junho.

Para lá desse espaço educativo, os Jardins Efémeros propõem a implementação de um novo projecto: a Casa da Imaginação, um lugar para todos os que queiram participar e praticar a reflexão e o pensamento crítico, adquirindo os atributos necessários para se tornarem cidadãos democráticos. Será um local aberto diariamente, orientado para a educação artística e para servir públicos de todas as idades e imaginações. No programa da Casa da Imaginação temos 17 oficinas que se dividem em 152 sessões. Este projecto tem apoio mecenático exclusivo da Fundação Millennium bcp.

Já nas oficinas para todos os públicos ! Oficinas Gerais !, criaram-se 11 oficinas com a realização de 33 sessões. Toda a informação sobre as oficinas e procedimento para inscrições está disponível em jardinsefemeros.pt.

A investigadora Isabel Nogueira, programou um ciclo de cinema, a partir do tema «A Incerteza» com três sessões fílmicas, no Claustro da Sé de Viseu. Incerteza é o não saber, é a dúvida em relação a qualquer aspecto da vida, da política, da arte, do Mundo. Esta incerteza é combatida pelos territórios das ciências exactas. Mas os tempos são efectivamente incertos e trata-se de uma incerteza global, de difícil circunscrição. Os filmes escolhidos têm, a seu modo, a incerteza como um ponto relevante.

Rúbrica incontornável dos JE, os Mercados Efémeros: Mercado de Sons e Letras, Mercado Biológico e Mercado Indo Eu.

A proposta da edição deste ano passa novamente pela criação de uma pop up store ! Mercado de Sons e Letras ! Livros e Edições de Autor da Matéria Prima. Este espaço localizado no posto de informação dos JE terá livros, discos e objectos artísticos disponíveis para compra. Será na Rua Dr. Luíz Ferreira (Rua do Comércio), no mesmo espaço onde se encontra o Posto de Informação dos JE.

O Mercado Indo Eu, promovido pela Junta de Freguesia de Viseu, não é mais do que a materialização da vontade de criar um espaço onde as pessoas (expositores não profissionais) possam trocar e comercializar artigos usados em bom estado, antiguidades e produtos vintage, ou de produção própria. Estará em funcionamento no dia 9 de Julho, na Rua da Paz.

Ainda, o Mercado Biológico, que será aberto aos produtores da região. Composto por oito bancas, dará preferência aos produtores da região de Viseu, produtos biológicos certificados, vegan ou artesanais por forma a promover a proximidade e a afectividade entre quem produz e quem consome.

Fonte: jardinsefemeros.pt

 

 

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar