Identidades Partilhadas – Pintura espanhola em Portugal

535 views

As relações culturais que existiram entre Portugal e Espanha foram as principais responsáveis pela presença da pintura espanhola no nosso país, que se concretizou através do colecionismo, de patrocínio eclesiástico, por meio de ofertas diplomáticas e mais recentemente, através de aquisições levadas a cabo por museus e instituições públicas e privadas.

Agora, a Galeria de Exposições Temporárias do MNAA recebe uma mostra que reúne 82 obras produzidas entre o século XIV e início do século XX, muitas delas mantidas em coleções privadas ou em monumentos e sítios de difícil acesso.

Comissariada por Joaquim Oliveira Caetano, diretor do Museu, e Benito Navarrete, professor catedrático de História de Arte na Universidade Complutense, a exposição, que deu origem a uma importante campanha de restauro, investigação e valorização das pinturas espanholas, apresenta obras de alguns dos grandes nomes da arte do país vizinho, desde os mestres da pintura castelhana e catalã medievais aos expoentes da grande pintura do romantismo tardio.

Ali, é possível admirar, entre outras, as produções de El Greco, Zurbarán, Ribera ou Murillo, assim como encontrar núcleos de incidência temática, como aqueles dedicados ao retrato régio e cortesão ou à natureza-morta, onde terão lugar de destaque pinturas de Baltazar Gomes Figueira e de sua filha, Josefa d’Óbidos.

Terça a domingo, das 10h às 18h

Visitas guiadas: 6, 13, 20 dezembro, 15h30

artes
Até 30 março 2024
Museu Nacional de Arte Antiga
Fonte: Agenda Lx

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar