Feira Art Dubai destaca a obra de Reinata Sadimba

432 views

A Perve Galeria volta a marcar presença na Art Dubai, a mais importante feira de arte do Oriente Médio, norte de África e sul da Ásia, para a sua 17.ª edição. Entre 28 de fevereiro e 3 de março, a galeria apresenta a primeira exposição individual de Reinata Sadimba (n. 1945, Moçambique) no país, com uma seleção abrangente de obras, várias delas inéditas.

Na Art Dubai, a Perve será a única galeria portuguesa a integrar a secção Bawwaba, cuja curadoria é assinada por Emiliano Valdés, curador-chefe do Museu de Arte Moderna de Medellín, Colômbia. Bawwaba, que significa “porta de entrada” em árabe, centra-se em exposições individuais de artistas do Sul Global, explorando, nesta sua quinta edição, o modo como os artistas trabalham o conceito de cura a nível pessoal, social e político. Como cruzando narrativas individuais e narrativas sociais mais amplas de reconciliação e justiça, se podem confrontar feridas do passado e vislumbrar um futuro fundado na empatia e compreensão.

Dotada de uma inesgotável criatividade, Reinata Sadimba, autodidata e analfabeta, é reconhecida como uma das mais importantes artistas africanas da sua geração, tendo assumido, desde cedo, uma voz ativa em prol da independência de Moçambique. No ano em que se celebram os 50 anos do 25 de Abril, urge destacar o papel desempenhado pela artista, participante ativa no movimento de sublevação protagonizado pelo seu povo, os Maconde, face ao regime colonial e ditatorial português, assumindo-se como fundamental para a luta armada que culminou na revolução de 1974 em Portugal. Reinata Sadimba é de facto a derradeira mestre, ainda viva e artisticamente ativa, dessa geração de artistas e ativistas que, em África, lutaram pela liberdade.

Em 1975, após a independência de Moçambique e após ter enfrentado a perda de seis dos seus sete filhos, a artista encontrou na escultura figurativa em cerâmica um refúgio e um propósito. Desafiando tradições e constrangimentos patriarcais – às mulheres Makonde não era permitida a realização de cerâmica figurativa, devendo as mesmas cingir-se à manufatura de objetos utilitários -, Reinata deu início a uma profunda transformação da sua cerâmica, tornando-se rapidamente reconhecida pelas suas formas fantásticas e inusitadas, que refletem o universo matrilinear Makonde, afirmando a sua presença no panorama artístico nacional e internacional.

A artista tem trabalhado com a Perve Galeria desde a sua fundação, há 24 anos, tendo participado na exposição inaugural em novembro de 2000. Ao longo dos anos tem participado em dezenas de exposições realizadas na galeria, na Casa da Liberdade – Mário Cesariny e na galeria aPGn2 – a PiGeon too. Em 2023, Reinata Sadimba realizou uma residência artística na Perve Galeria, em conjunto com o seu filho Samuel Martins Muankongue, também ele ceramista. Várias das obras desenvolvidas nesse contexto foram apresentadas na exposição antológica “Mãos de Escultura e uma Visionária na ilha (de Moçambique)”, que colocou a escultura de Reinata Sadimba em diálogo com a pintura de Teresa Roza d’Oliveira (1945-2019), entre março e maio de 2023.

A par da Art Dubai, a obra de Reinata Sadimba pode ser também vista até 9 de março na exposição “Sem Título”, patente na galeria Ed Cross – Fine Art, em Londres, realizada em parceria com a Perve Galeria.

Através da sua produção artística, Reinata Sadimba embarca numa profunda viagem de cura pessoal, reconciliando-se com as feridas do seu passado. As suas esculturas, que servem de ligação física e simbólica à terra, refletem o poder transformador e curativo inerente ao seu processo artístico, ancorado na ancestralidade Makonde. Segundo Emiliano Valdés, “Ela pensa na cerâmica como espaço do ritual e um lugar de ligação à terra e à materialidade, mas também como uma fonte de meditação e uma forma de apresentação e consciência”.

Procura-se desta forma, segundo o curador, tentar “ultrapassar os limites do que é estritamente arte contemporânea”, acrescentando que “Historicamente, a arte contemporânea ocidental tem assumido um cânone muito rígido e hegemónico. Estamos a tentar alargar o que está contido nessa categoria através da lente do Sul Global.”

A Art Dubai decorre entre 28 de fevereiro e 3 de março de 2024, no centro de conferências do hotel Madinat Jumeirah. A Perve Galeria apresenta-se no stand W-4 na secção Bawwaba.

Para mais informação e catálogos: www.pervegaleria.eu

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar