Em setembro, o Museu de Lisboa traça novos caminhos dentro da cidade

126 views

O regresso à vida cultural de Lisboa é marcado por uma programação intensiva, preenchida com concertos, cinema ao ar livre, visitas às exposições temporárias, oficinas para famílias e percursos pela cidade.

O programa Lisboa na Rua inaugura o regresso à cidade no Museu de Lisboa, que em setembro tem preparada uma programação focada em revisitar e revelar vestígios da história da cidade.

O Museu de Lisboa – Teatro Romano inaugura o Open House Arqueologia, uma iniciativa organizada por este núcleo e uma oportunidade única para descobrir o passado da cidade escondido atrás de portas, agora abertas para o evento. Casas particulares, lojas, hotéis e museus mostram, nos dias 17 e 18 de setembro, as descobertas arqueológicas que guardam no seu interior, segredos bem guardados de um passado riquíssimo e milenar da história da cidade de Lisboa.

Num programa que procura repensar as centralidades da cidade e desviar a atenção para os bairros periféricos de Lisboa, o Museu de Lisboa associa-se a António Brito Guterres, investigador em estudos urbanos e dinamizador comunitário, para dar continuidade ao ciclo «Os mapas também o são» iniciado em janeiro no Teatro do Bairro Alto. «Os mapas fazemos nós!»programa com sede no Museu de Lisboa – Palácio Pimenta, inclui um conjunto de percursos por uma Lisboa mais vivida que visitada, guiados pelos habitantes dos próprios bairros, e culmina num piquenique de cachupa nos jardins do Palácio, que antecede uma mesa-redonda, a atuação do grupo Batukadeiras X e uma visita à exposição de longa duração do Museu de Lisboa.

Nunca esquecendo as suas exposições temporárias, este mês são destacadas duas sessões de cinema comentado ao ar livre e o concerto do Dixie Gang, no dia 20 de setembro, que dá uma banda sonora ao ambiente criado na exposição «Os Loucos Anos 20 em Lisboa» patente no Pavilhão Preto do Museu de Lisboa – Palácio Pimenta até dia 11 de dezembro.

«O táxi n.º 9297», um filme de 1927 realizado por por Reinaldo Ferreira e «O artista», de Michel Hazanavicius, que estreou em 2011, serão exibidos no jardim do Museu de Lisboa – Palácio Pimenta nos dias 10 e 17 de setembro, respetivamente, e contextualizados pelos comissários da exposição, Cecília Vaz e Mário Nascimento.

Das ruas da cidade para o sistema solar e do Brasil para Portugal, o Museu de Lisboa une geografias e culturas em dois eventos muito especiais. A Planetália, a festa dos planetas, organizada em parceria com o Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), traz ao Museu de Lisboa – Teatro Romano diversas atividades para os mais novos, incluindo observações ao telescópio a partir do terraço do Museu, no dia em que Júpiter e Saturno se juntam à Lua, 9 de setembro. A Lavagem de Santo António, uma tradição Baiana (Brasil) que viajou até Paris, onde se tornou o Festival da Paz, é agora celebrada pela primeira vez em Portugal, na Igreja de Santo António. As comemorações, que se realizam dia 7, 8 e 10 de setembro, incluem uma conferência sobre a tradição no Museu de Lisboa – Santo António, uma missa de agradecimento, um desfile e a lavagem simbólica das escadas da igreja.

 

Fonte: Museu de Lisboa

 

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar