Drawing Room Lisboa 2022

68 views

5ª edição ininterrupta da feira de arte dedicada ao desenho contemporâneo realiza-se de 26 a 30 de outubro na Sociedade Nacional de Belas Artes

  • 18 galerias portuguesas e 5 galerias internacionais seleccionadas para integrar Programa Geral;
  • Número de participações cresce, consolidando a importância da Feira no circuito artístico nacional;
  • Pedro Cabrita Reis, João Louro, Ana Pérez Quiroga, José Loureiro, Pedro Barateiro, Pedro Calapez, Paulo Brighenti, Ana Vidigal, Noé Sendas, Mónica de Miranda, Mafalda Santos, Vera Mota, Ana Jotta, Sara Bichão ou Maria Ana Vasco Costa são alguns dos artistas com trabalhos em exposição;
  • Câmara Municipal de Lisboa renova apoio à Drawing Room e vai adquirir obras na Feira, à luz do Fundo de Aquisições de Arte Contemporânea.

5ª edição da Drawing Room Lisboa, que se realiza de 26 a 30 de outubro, na Sociedade Nacional das Belas Artes, em Lisboa, vai contar com a presença de 23 galerias de arte, representando cerca de 70 artistas portugueses e internacionais.

Depois do êxito da edição de 2021, é renovada a versão de feira presencial, com apresentação e comercialização de obras de galerias e artistas nacionais e internacionais.

A integrar o Programa Geral de 2022 encontram-se 18 galerias portuguesas, uma selecção da responsabilidade de Mónica Álvarez Careaga, diretora da Drawing Room Lisboa, e do Comité Consultivo da Feira, após a análise de todos os projetos recebidos. Depois de definir os critérios de uma seleção muito árdua que contou com o aconselhamento de especialistas portugueses e teve em conta o interesse do projeto apresentado para esta edição, o caráter internacional da feira e o necessário equilíbrio entre continuidade e renovação, a feira contará com algumas das mais importantes galerias portuguesas, como Vera CortêsFilomena Soares, Pedro Cera, 3+1 Arte Contemporânea, Bruno Múrias ou Miguel Nabinho de Lisboa, Galeria Fernando SantosPedro Oliveira, KubikGallery ou Presença, do Porto, ou ainda Fonseca Macedo – Arte Contemporânea, de Ponta Delgada, Açores.

À representação portuguesa, juntam-se ainda cinco galerias internacionais, como as espanholas Galería SiboneyGalería Silvestre e Martínez & Avezuela, a alemã Jahn und Jahn ou a galeria Encounter Contemporary, sedeada em Londres.

Pelo segundo ano consecutivo, a Câmara Municipal de Lisboa, no âmbito do seu Fundo de Aquisições de Arte Contemporânea (FAAC), vai adquirir obras de arte durante a Feira, investimento que representa um reforço no apoio à arte contemporânea.

A Drawing Room Lisboa tem vindo a ganhar relevo na cena artística contemporânea, por se afirmar como um contributo na criação de oportunidades para a classe artística dedicada ao desenho e na afirmação do espaço que o desenho pode ocupar no sector da arte contemporânea. Prova disso mesmo, é o apoio crescente que esta iniciativa tem recebido por parte das instituições, museus e centros de arte, galerias, colecionadores e outros profissionais.

Em outubro vão ainda estar expostos os trabalhos dos 10 finalistas da segunda edição do Prémio FLAD de Desenho: António Olaio, Carla Cabanas, Cecília Costa, Maria Capelo, Noé Sendas, Paulo Lisboa, Pedro Barateiro, Pedro A.H. Paixão, Susanne S. D. Themlitz e Vera Mota. O vencedor será conhecido no dia 29 de outubro, na Drawing Room Lisboa – parceira desta edição – e receberá um prémio monetário de 20 mil euros. Esta iniciativa visa apoiar a produção artística e inovação em Portugal e resulta de uma parceria entre a Fundação Luso Americana para o Desenvolvimento e a Drawing Room Lisboa.

 

Drawing Room Lisboa 2022

 

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar