Crédito Pessoal: o que significa taxa de esforço, MTIC, TAN e TAEG? [com caso prático]

360 views

O mercado financeiro está cheio de siglas e expressões que, para o comum consumidor, pode ser “chinês”.

Mesmo o crédito pessoal, solução financeira mais procurada pelos portugueses, não foge a esta regra com siglas como MTIC, TAN ou TAEG a fazerem parte dos ingredientes com que se cozinha um empréstimo pessoal.

Como informação é poder, vamos ajudá-lo a decifrar algumas destas expressões que tanto peso têm quando um consumidor decide pedir um crédito pessoal. Começamos esta nossa viagem pela linguagem financeira com a taxa de esforço.

Taxa de Esforço

Quando decidimos partir para a contratação de um produto financeiro, como um crédito pessoal, crédito habitação ou crédito consolidado, é importante percebermos o impacto que esse empréstimo terá no nosso orçamento mensal.

Este cálculo é facilitado com a ajuda da taxa de esforço. Esta taxa é calculada da seguinte forma:

Taxa de Esforço = Encargos financeiros com as prestações de crédito / Rendimento Líquido Total do Agregado x 100

O resultado desta taxa de esforço não é, contudo, apenas importante para calcular o impacto de um crédito no seu orçamento, uma vez que esta taxa é igualmente utilizada pelas instituições de crédito para perceber o risco associado à concessão de crédito podendo levar a que, em situações onde a taxa de esforço é demasiado alta, a rejeitar o pedido de empréstimo pessoal.

Caso a sua taxa se situe acima dos 50%, taxa a partir da qual a aprovação de crédito pessoal é mais complicada, o seu pedido corre mais riscos de ser rejeitado.

Se, pelo contrário, o resultado do cálculo da sua taxa de esforço estiver abaixo desta percentagem, estará mais próximo de conseguir o crédito pessoal que tenciona pedir. Chegados a este ponto, é altura de irmos ao encontro do MTIC, TAN e TAEG.

MTIC

Quando está a pedir um empréstimo pessoal online e entra num simulador de crédito pessoal, vai deparar-se com a sigla MTIC ou, por outras palavras, o Montante Total Imputado ao Consumidor.

Na prática, o MTIC vai indicar-lhe o montante total em que terá de reembolsar a instituição de crédito durante o prazo de vigência do contrato de crédito pessoal. Para além do valor líquido que pediu, o MTIC inclui ainda todos os custos do crédito (juros, comissões, impostos e outros encargos).

Dependendo da taxa de juro contratada (variável ou mista), o MTIC pode sofrer alterações ao longo do contrato de crédito levando-o a pagar mais ou menos durante o mesmo.

TAN

O dinheiro que pedir emprestado tem um custo e esse custo está plasmado na sigla TAN – Taxa Anual Nominal. Groso modo, esta taxa corresponde ao juro do empréstimo e resulta da soma do Spread com o Indexante (taxa de juro Euribor, por norma).

De referir que a TAN não inclui as restantes despesas associadas ao empréstimo.

TAEG

A TAEG ou Taxa Anual de Encargos Efetiva Global é a taxa que o informa, antecipadamente, dos encargos e despesas que terá com o crédito pessoal permitindo-lhe, através disso, comprar as diferentes propostas de crédito que existem no mercado português.

Neste sentido, tome nota: quanto mais baixa for a TAEG, mais barato será o custo do empréstimo.

Para referência, a TAEG inclui os juros, as comissões, as despesas com impostos e emolumentos, os seguros e outros encargos associados ao contrato de crédito.

Caso prático de um Pedido de Crédito Pessoal*

De modo a poder financiar obras de melhoramento do telhado de nossa casa, decidimos recorrer a um crédito pessoal online na ordem dos 10 mil euros. Depois de uma rápida pesquisa na Internet, resolvemos clicar na página de crédito pessoal online do UNBANCO, marca da UNICRE – Instituição Financeira de Crédito, S.A.

Logo após a página abrir, iremos deparar-nos com um simulador de crédito pessoal onde vamos poder efetuar uma simulação de financiamento (com possibilidade de seguro) para valores entre os 5.000€ e os 75.000€, bem como optar por prazos de pagamento que oscilam entre 24 e 84 meses.

Para além do montante e do prazo, este simulador dá-nos ainda a conhecer a mensalidade, o MTIC, TAN e a TAEG.

Como o nosso objetivo é pedir 10 mil euros a pagar em 24 meses, o simulador dá-nos o seguinte resultado:

  • Mensalidade = 446,63€
  • MTIC = 10,895.38€
  • TAN = 6,500%
  • TAEG = 8,8%

Como a proposta nos agrada, para passarmos ao pedido imediato de crédito pessoal, só teremos  de clicar na barra “Pedir Já” a partir da qual seremos reencaminhados para o preenchimento de um formulário e anexação da documentação requerida.

* A simulação apresentada diz respeito a um financiamento de €10.000 a pagar em 24 mensalidades de €446,63. TAN 6,500% e TAEG 8,8%. MTIC €10,895.38.

 

Fotografia: (fizkes / Shutterstock)

Por: Fernando Guimarães

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Mais informação

Se não pretender usar cookies, por favor altere as definições do seu browser.

Fechar